domingo, 30 de maio de 2010

Frango Frito

Há muito que não fazia frango frito.

Não sei porque mas faz-me lembrar o verão, um pic-nic no campo junto a uma barragem, ou à beira mar...

Hoje inspirei-me numa receita que foi publicada pelo Pingo Doce, já há muitos anos... mas fiz umas pequenas alterações.


Ingredientes:

- 1 frango

- 1 cabeça de alhos

- 3 limões

- 10 colheres de sopa de farinha sem fermento

- 1 colher de sopas de pimentão doce

- 1 dl de óleo

- 2 colheres de sopa de margarina

- Sal, pimenta, louro, alho em pó

- 2 Malaguetas

- Tomilho seco

Cortei o frango aos bocadinhos pequenos (sem pele) e temperei com sal, pimenta, louro, alho em pó e o sumo de dois limões.

Deixei repousar cerca de 3 horas, e coloquei os bocadinhos dentro de um saco de plástico.

Polvilhei com a farinha, na qual misturei o pimentão doce, sal e pimenta. Sacudi bem o saco, e deixei no frigorifico por mais 30 minutos, para que esta adira bem à carne.

Numa frigideira, deitei o óleo e a margarina, os alhos em rodelas grossas, as duas malaguetas e o raminho de tomilho. Fui fritando os bocados de frango, virando, de modo a que fique bem douradinho e cozidos por dentro.

Fui trocando os alhos à medida que iam ficando muito fritos.

Os bocados de frango que iam ficando fritos, coloquei numa outra frigideira, sem gordura. No final, levei esta frigideira ao lume e reguei o frango com o sumo do 3º limão. Deixei aquecer e servi acompanhado de uma salada bem colorida e de arroz branco.

sábado, 22 de maio de 2010

Quiche de Alho "Porro"

O passatempo "Alquimia de Ingredientes" do Blog Eu Mulher, propõe-nos para esta semana um novo desafio: cozinhar com Alho Porro e Manteiga.

Os Ingredientes foram escolhidos por Raquel do Na Biroskinha, que fez na semana anterior uma receita maravilhosa com Beringela.

Para esta semana, resolvi experimentar como fica Alho Porro estufadinho em Manteiga e fiz uma Quiche.



Ingredientes:

- Massa para quiche
- 2 Alhos Porros/Alho Francês (parte branca)
- 3 Colheres de sopa de manteiga (sem estar derretida)
- 2 Colheres de sopa de alcaparras
- 3 Latinhas de atum em conserva em óleo
- 2 ovos
- 1 pacote de natas (ligth)

Fiz a massa da quiche em casa como sempre, e forrei um tarteira de fundo amovível, previamente untada e forrada com papel vegetal.

Entretanto, lavei muito bem o allo porro. Guardei a parte mais verde para fazer uma sopinha e cortei a parte branca em "Juliana" fininha.

Estufei o alho em manteiga (tapei o tacho para suar e não fritar) e no final juntei as alcaparrar, cortadas ao meio, e o atum bem escorrido (também pode usar atum em conserva, mas natural).

Bati os ovos com as natas (creme de leite) e juntei ao preparado.

Deitei na tarteira e levei ao forno a 170 G cerca de 45 minutos.





Ficou um delicia acompanhada com uma boa salada de legumes.

Aqui fica o selinho do passatempo

Bom apetite

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Favas com Entrecosto e Chouriço

A Fava fresca, em vagem, começa a aparecer nos mercados e supermercados.

Verde e viçosa, devem-se escolher as mais grossas e sem manchas escuras.

Devem-se lavar bem, em água corrente, antes debulhar (tirar o bago).

As favas mais macias, são as que não tem a "cabecinha" preta.



Quando a vagem está ainda tenrinha e o bago já é grado, normalmente aproveito tudo.

Depois de arranjadas passo novamente por água corrente e escorro.



Há alguns ingredientes que são indispensáveis para as favas, como é o caso dos coentros e do hortelã.

Quando vou à hortinha do meu pai ainda consigo arranjar umas folhas verdes de cebola e de alhos que dão um sabor especial.


Vamos então fazer as favas à moda da minha mãe.

A verdade é que eu tento fazer como ela. Todos os anos lhe telefono, antes de fazer a pratada de favas, a confirmar todos os truques......mas nunca, nunca ficam iguais.

As favas feitas pela minha mãe são as melhores....de todas!


Ingredientes:

- 3 Kg de favas

- 250 gr de entremeada

- 250 gr de rojões de porco

- 400 gr de entrecosto, cortado

- 1 chouriço alentejano

- 1 morcela

- 4 colheres de sopa de azeite

- 2 dl de vinho branco

- 1 bom ramo de coentros

- 1 raminho de hortelã

- 3 dentes de alhos (ou folhas verdes de alho, cortadas em Juliana)

- 1 cebola grande (ou folhas de cebola, cortadas em Juliana)

- 1/2 cubo de caldo concentrado

- vinagre (facultativo)

Cortar a carne em bocados pequenos e temperar com um pouco de sal. Deixar repousar, cerca de 2 horas.

Num tacho, levar a "fritar" a entremeada, na própria gordura que vai soltando.

Depois, juntar o azeite, e a restante carne. Deixar "suar" e acrescentar os alhos picados e a cebola.

Mexer bem e ao fim de um pouco juntar cerca de metade dos coentros e do hortelã,finamente picados.

Entretanto cortar os "enchidos" em fatias grossas, para não se desfazerem.

As carnes fumadas do Alentejo são uma maravilha para estes pratos tradicionais.

Juntar os "enchidos" à carne e as favas.

Apartir de agora já não "meto" a colher no tacho, para não desfazer tudo.

O truque é dar voltas às favas, como se fossem panquecas....(força nos braços).

Quando tudo estiver bem envolvido, tapar o tacho e deixar cozinhar, devagarinho, na própria água. Quando começa a secar acrescenta-se o vinho e deixa-se apurar.

De vez em quando, convém dar uma voltita às favas, para não se pegarem ao tacho.

Deixar secar o vinho e acrescentar um pouco de água, a ferver (para que o bago não fique rijo).

A quantidade de água não deve passar por cima das favas.

Tapar e deixar cozinhar lentamente até ficarem bem macias. Quando prontas deitar o resto dos coentros e hortelã bem picados e servir com uma boa salada de alface, cortada em Juliana, e também temperada com o ramo de cheiros.

Já no prato, e ao gosto de cada um, podemos deitar um pouquinho de vinagre por cima das favas.

Também podem ser acompanhadas com um pouco de arroz branco.


Bom Apetite

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Pão de Muesli

O pão é um dos principais alimentos da nossa alimentação.
Os historiadores acreditam que o primeiro pão foi produzido há mais de 6000 anos.
Cada região tem a sua maneira própria de o confeccionar e de o transformar em outras iguarias.

Hoje em dia as MFP trouxeram a possibilidade de, em nossas casas, fazer pão das mais diversas formas. Pão integral, pão de centeio, pão de trigo, pão doce,entre outros.
Acordar com o cheirinho a pão quente a espalhar-se por toda a casa ou fazer um pão diferente para o lanche é muito muito agradável.

A minha MFP, já está amarela de tanto trabalhar ..., as experiências são tantas que não as consigo publicar todas, há alguns blogs muito interessantes e também alguns livrinhos.

Desta vez fiz um pãozinho delicioso com Muesli. A receita vinha num desses livrinhos de pão, e que vos deixo a fotografia no fim da "postagem".

Vamos então à receita:


Ingredientes :
- 1 chávena de água morna
- 2 colheres de sopa de leite em pó desnatado
- 1 colher de sopa de mel
- 1/2 colher de chá de sal
- 2 colheres de sopa de óleo de girassol
- 2 chávenas de farinha branca para pão (T65)
- 1 + 1/2 chávena de muesli
- 1 colher de chá de fermento granulado

Coloquei os ingredientes na cuba da máquina pela ordem em que foram indicados. Marquei o programa básico (na minha MFP é o 1), e seleccionei o pão mais tostado (ficou um pouco escuro).



Quando terminou desenformei o pão em cima de uma tábua ripada de madeira (também pode ser uma rede) e deixar arrefecer ligeiramente.

O pão fica delicioso ainda quentinho, barrado com manteiga ou com uma boa compota caseira.
Eu particularmente gosto com queijo e em torrada ficou simplesmente maravilhoso.

Vi num dos blog amigos que tanto visito, mas já não sei qual, que se deve cortar o pão quente com a faca eléctrica para não esfarelar.
Dá mesmo resultado, fatias fininhas, bem cortadas, e sem esfarelar ou desfazer todo o pão.

Este foi o Muesli que utilizei, e que gosto muito porque é pouco doce.



Este é o livrinho, onde descobri esta receita e que está cheio de sugestões muuuuito boas.



Bom apetite....



domingo, 16 de maio de 2010

Dilvulgar Receitas sem Gluten

Dia 5 de Maio foi o Dia Internacional do Celiaco.



A doença Celiaca é uma patologia de intestino que afecta crianças e adultos, geneticamente predispostos, precipitada pela ingestão de alimentos que contêm Gluten.

O Gluten é a "proteína" que se encontra nas sementes de alguns cereais como o trigo, a cevada, a aveia e o centeio.

O gluten provoca uma diminuição da funcionalidade da mucosa do intestino delgado, causando uma deficiente absorção de outros nutrientes.

Os sintomas mais comuns são a diarreia, a fadiga, dificuldades de crescimento e outros.

O único tratamento é uma dieta estritamente sem gluten, por toda a vida. Os intestinos recuperam toda a sua funcionalidade e os sintomas desaparecem.

A dieta deve ser diversificada e cuidada utilizando cereais sem gluten, como o arroz de todas as variedades, o milho, a quinoa, a soja, semestes de amaranto e de girassol. Regeitar todos os produtos que contenham gluten ou vestígios deste.

Divulgo o Blog Sem Gluten e Sem Lactose, que promove uma alimentação sem estes nutrientes.

Todos podemos sugerir ementas sem estes nutrientes.

sábado, 8 de maio de 2010

Beringelas Assadas no Forno com molho de Tomate

A Fla do Arte na Cozinha foi a vencedora do passatempo do Alquimia de Ingredientes.

A proposta que nos fez esta semana foi de cozinhar com Beringela e Tomate.

Assim, Sábado dia 8 de Maio, vamos certamente conhecer variadíssimos sabores e formas de cozinhar estes ingredientes.

Mais uma vez deixo o selinho da brincadeira, que nos propõe o Eu Mulher.





Optei por fazer um assado no forno, que adaptei de uma receita ovolactovegetariana, do Livro Receitas da Olívia 2.

Ingredientes:
- 4 beringelas médias
- 2 cebolas médias
- 3 dentes de alho
- 1 lata de tomate pelado (cerca de 400gr)
- 1/2 lata de água
- 200 gr de cogumelos frescos laminados
- 200 gr de queijo mozzarela, ralado
- orégão, 1/2 folha de louro, azeite, sal qb
- pimenta branca em pó (facultativo)
- 100 gr de Bacon cortado em bocadinhos (facultativo)



Comece por arranjar as beringelas, podendo tirar-lhe alguma pele e salpicar de sal por um período aproximado de meia hora, para extrair os sucos mais amargos.





Saltear no Wook o bacon cortado em bocadinhos, juntar 1 colher de sopa de azeite, a cebola cortada em meias luas e os dentes de alho bem picadinhos.

Temperar com um pouco de sal e a folha de louro, deixar a cebola ficar translúcida sem fritar.

Juntar o tomate, picado ou até triturado, a água, os orégãos e deixar cozinhar 5 ou 6 minutos em lume brando.

Acrescente os cogumelos, bem lavados e laminados e rectifique os temperos com sal e uma pitadinha de pimenta. Deixe cozinhar mais 5 minutos.


Enquanto preparou o molho de tomate, lave as beringelas para lhe retirar o sal e os sucos, e coloque-as, em camadas no pirex, previamente untado com óleo.

Deite por cima o molho de tomate, o queijo Mozzarela ralado e leve a forno quente a assar.




Quando estiver gratinado, a gosto, retire e sirva acompanhado de arroz branco e legumes crus ou uma boa salada.

Bom Apetite



quarta-feira, 5 de maio de 2010

Pão de Mel e Pinhões

Hoje trago uma receita de pão que tirei do Blog da Vera.

Como ela diz é uma "obra prima", assim como muitas outras sugestões que nos faz.



Ingredientes:

- 350 ml de água
- 1 medida pequena de sal grosso
- 1 colher de sopa bem cheia mel
- 560 gr de farinha de trigo tipo 65
- 1 medida pequena de canela
- 1 medida pequena de erva-doce em pó
- 80 gr de pinhões
- 1 medida pequena de fermento granulado

Coloquei na cuba os ingredientes pela ordem indicada.
Programei no programa "Normal" e para "Tostar" no máximo.
Juntei os pinhões a seguir ao "Bip".

Fica um aroma delicioso na casa e o pão é altamente guloso.

Apesar de na receita original não estar indicado algumas medidas eu optei por fazer esse registo.

Como medida utilizo a colher acessório da MFP.

sábado, 1 de maio de 2010

Tarte de Coco

Mais um passatempo que nos une na blogoesfera.

Conheci o Eu Mulher, e aderi de imediato ao passatempo "Alquimia de Ingredientes" que a Ana nos propôs.

Não sei se conseguirei dar resposta todas as semanas ao desafio, mas sempre que puder aqui estarei ...

As regras do passatempo encontram-se aqui e este é o selinho da brincadeira:

A proposta de Ingredientes para Sábado dia 1 de Maio de 2010 é Coco e Ovos.

A receita, bem gulosa, que vou fazer é uma Tarte de Coco.

Há muito que não fazia esta iguaria.

Foi uma colega e amiga ,que trabalha comigo, e que me deu esta receita.


O paninho de renda foi a minha mãe que fez.



Ingredientes para a massa:

- 200 gr de farinha

- 100 gr de margarina

- 75 gr de açúcar 1 gema de ovo- raspa de limão

Ingredientes para o recheio:

- 125 gr de Coco ralado

- 4 ovos + a clara

- 400 gr de açúcar

- 2 dl de água

- 1 colher de sopa de mel ou de geleia

Massa - numa tigela junte a farinha, o açúcar, a raspa de limão, a margarina ligeiramente derretida e a gema de ovo. Amasse tudo até formar uma bola (se for necessário meta a mão na massa).

Estenda a massa e forre uma forma, de fundo amovível, forrada com papel vegetal.

Deixe os bordos altos.

Recheio - Num tachinho, coloque o açúcar e os 2 dl de água. Leve ao lume e quando começar a ferver, reduza o lume e conte 3 a 4 minutos. Retire do lume e deixe arrefecer ligeiramente.

Entretanto, numa tigela deite o coco, os ovos inteiros e a clara, que sobrou da massa, e junte-lhe a calda de açúcar, em fio, e mexendo sempre.

O recheio está pronto para deitar na tarteira.

Leve ao forno, a uma temperatura de 160 G, cerca de 45 minutos.

Retire e deixe arrefecer, um pouco, ainda na forma.

Aqueci ligeiramente, no micro ondas 1 colher de sopa de mel e pincelei a superfície da tarte.

Dá brilho e fica muito boa...


Bom apetite e
Um feliz Dia da Mãe

Related Posts with Thumbnails