sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Figos Assados com Queijo da Ilha

Se, eu, um dia tiver uma casa com quintal, certamente plantarei uma Figueira!!

O Figo é um fruto maravilhoso, que nasce das figueiras.
Estas, existem por todo o país mas são particularmente abundantes na região do Algarve.

Na terra dos meus pais, nos arredores de Alcoutim, a variedade de figo mais frequente é o figo Lampo. Mas também já existe o figo Pingo de Mel.

Os figos podem ser consumidos frescos ou secos. Mas também se adequam a compotas, bolos e doces. 

São também benéficos para a saúde, nomeadamente como laxantes.

É no entanto, um fruto muito doce e por isso muito calórico. 
Atenção a quem tem alguma restrição alimentar nomeadamente diabéticos ou obesidade.

Qualquer uma das variedades é adequado para esta receita, que fui retirar aqui.

Uma entrada grumete, num dia de férias em família. 




Ingredientes

- Figos Frescos
- Azeite extra virgem
- Vinagre Balsâmico
- Queijo com um sabor forte (usei queijo da Ilha, mas a receita original propõe Gorgonzola))



Passe os figos por água, e seque-os numa folha de papel de cozinha.

Abra os figos ao meio, e coloque-os numa forma de alumínio, ligeiramente untada com azeite.

Regue ligeiramente os frutos com um fiozinho de azeite e umas gotas de vinagre balsâmico.

Coloque as fatias de queijo, cortadas muito finas,  em cima dos figos.



Leve ao forno a uma temperatura média e deixe gratinar.

Sirva assim que retirar do forno.



E as férias estão quase no fim......

Julgava eu que este ano seria diferente, que teria um pouco mais de tempo para me dedicar à minha cozinha virtual, ......, mesmo em férias o ritmo foi sempre acelerado e o tempo sempre pouco para partilhar, com todos os meus amigos, as minhas experiência. 






sábado, 29 de julho de 2017

Ensopado de Frango



Os ensopados são pratos"aconchegantes" quer seja no Inverno, quer seja no verão.

São simples de fazer, apenas utilizamos 1 tacho (ótimo nos períodos de férias) e ficam com um sabor incrível.

Em Portugal, o ensopado de borrego é um dos mais famoso, mas há outros....

Fazer ensopado com frango é uma versão mais light, e mais económica, mas igualmente saborosa.




Ingredientes:
- 1 Frango partido aos bocados
- 4 Colheres de sopa de azeite
- 1 Cebola média
- 4 Dentes de alho 
- 1 Colher de café de colorau
- Sal, pimenta rosa, folha de louro
- 2 ou 3 Tomates pelados, sem sementes e picados
- 1/2 Pimento, cortado em tirinhas
- 1 Raminho de salsa
- 2 Cenouras grandes cortas aos palitos
- 1 Copo de vinho branco
- 1/2 Cubo de caldo concentrado de frango (facultativo)
- Batatas q.b.
- Água q.b.
- Farinha amido de milho, para engrossar o caldo



Num tacho colocar o azeite e juntar o frango. 
Deixar corar e temperar com sal, acrescentar a cebola e o alho picado. 
Acrescentar os outros temperos como a folha de louro, a pimenta rosa, o colorau e um raminho de salsa.
Deixar cozinhar um pouco, acrescentar o tomate picado e o pimento cortado em tiras. 
Juntar as cenouras cortadas em palitos.
Regar com o vinho e deixar cozinhar um pouco.
Quando o frango estiver quase cozinhado acrescentar as batatas e água suficiente para ficar com caldo suficientes.
Quase no final do cozinhado retificar os temperos, usando um pouco de caldo de frango concentrado e juntar o amido de milho para engrossar o molho.



Servir quente, com sopas de pão alentejano e polvilhado com salsa picada.



sábado, 1 de abril de 2017

Canja de Perdiz com Chouriço Alentejano


Para os apreciadores de canja, hoje ofereço-vos uma canja de perdiz com chouriço.

A perdiz é uma pequena ave considerada de grande valor na gastronomia portuguesa.

Qualquer prato  confeccionado com perdiz ganha charme e sabor. 

Daí que, hoje, a nossa mesa é rica em sabor e tradição.

Desfrutem:



Ingredientes:

- 1 Perdiz
- 1 Cebola
- 1 Cravinho
- 1/2 Colher de café de pimenta em grão
- 1/2 Folha de louro
- 1 Raminho de salsa
- 1/4 de Chouriço alentejano
- Massa cuscuz q.b.
- Hortelã q.b
- Azeite q.b.
- Sumo de limão q.b.
- Água e sal q.b.
- 1/4 de Cubo de caldo de galinha (facultativo)


A perdiz deve estar limpa das vísceras e da pele.
Coloque-a numa panela com água, a cebola, o cravinho, o louro, a pimenta em grão, o chouriço a salsa, e o sal.
Leve ao lume e deixe cozinhar até a perdiz estar macia.
Desosse-a e coe o caldo por um passador fino.


Leve o caldo novamente ao lume com a carne de perdiz, umas folhas de hortelã e um fio de azeite. 
Quando começar a ferver junte a massa cuscuz e deixe cozer por uns minutos.
Retifique os temperos.
Sirva, com uma rodela de chouriço, folhas frescas de hortelã e sumo de limão a gosto.

Bom apetite.





domingo, 26 de março de 2017

Trouxas de cogumelos


Apesar de gostar muito de cogumelos sou sempre cautelosa com estes alimentos. 

Tenho algum receio de cogumelos selvagens embora já tenha provado.

Habitualmente cozinho os Cogumelos de Paris e os Portobello.

Os cogumelos não são vegetais, frutos ou legumes. Eles pertencem à família dos fungos, e são muito nutritivos, ricos em vitaminas, proteínas, fósforo, fibras,  ácido fólico e outras nutrientes. 

São pobres em gordura e como facilitam o funcionamento do intestino e controlam o colesterol, são alimentos que promovem o emagrecimento. Mas tem muitas outras propriedades que são importantes para a nossa saúde.

Em termos culinários temos que enaltecer o sabor, quase exótico destes alimentos.

A receita foi retirada da revista nº 18 de Saúde à Mesa, setembro de 2007.  



Ingredientes para a massa:
- 300 gr de Farinha
- 1 Ovo
- 1 dl de Água
- 3 Colheres de sopa de azeite
- 1/2 Colher de café de sal

Ingredientes para o recheio:
- 500 gr de Cogumelos de paris
- 2 Dentes de alho
- 1 Cebola
- 1 Ramo de salsa
- 2 Colheres de sopa de azeite
- 1/2 Colher de café de sal


Numa taça colocar a farinha em monte e abrir uma covinha ao meio. Junte o sal, o ovo, o azeite, a água e misture. Trabalhe bem a massa com a mão, se preferir em cima de bancada, até a massa se descolar da superfície e das mãos. Coloque a massa num saco de plástico e guarde no frigorífico pelo menos durante 30 minutos.

Entretanto, prepare os cogumelos, lamine-os e coloque-os na frigideira juntamente com o azeite. acenda o lume e deixe cozinhar até que toda a água evapore.
Adicione a cebola e os alhos picados e mexa até ficar cozinhado.
Tempere com sal, junte a salsa picada, retire do lume e deixe arrefecer.


Estenda a massa, em cima da bancada até ficar com uma espessura fina, corte círculos grandes (usei uma taça como medida), e coloque no centro colheradas do preparado de cogumelos.
Feche a massa como se fossem trouxas e coloque-as dentro das formas de empadas.
Leve ao forno pré-aquecido a 200 G durante 20 minutos. 
A meio da cozedura pincelei com um pouco de leite.


Sirva as trouxas mornas ou frias, quer como aperitivos quer com uma refeição simples acompanhada de uma salada.

É sem dúvida uma receita para repetir. 


sábado, 25 de março de 2017

Puré de brocólos

Já há muito tempo que não fazia purés. 

Quando os filhotes eram pequenos, gostavam imenso do tradicional puré de batata, e assim o passe-vite anda sempre numa roda viva. 

Depois quebrou de tanto uso....., comprei um mais moderno, mas não me adaptei pelo que o puré de batata deixou de se fazer com tanta frequência.

Hoje, trago um puré de bróculos, bastante simples, saudável e rápido de fazer.



Ingredientes:
- Brócolos
- 1 Dente de alho
- Sal, Pimenta e noz moscada q.b.
- 2 Colheres de sopa de azeite
- 2 Colheres de sopa de amido de milho



Corte os brócolos em raminhos, e leve-os a cozer em água temperada com sal e com o dente de alho.

Quando estiverem tenros, retire da água e coloque num copo para serem triturados com a varinha mágica.

Deite o puré num tacho, junte o azeite e mexa para não pegar. 

Tempere com sal, pimenta e noz moscada. 

Junte o amido de milho para dar um pouco mais de consistência ao puré, e continue a mexer, durante mais uns minutos, até estar cozinhado.



Acompanhei com umas febras de porco e com rodelas de laranja.

O filhote e o marido acrescentaram umas batatas fritas.......

Bom apetite e bom fim de semana

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Sopa de Grão com Bacalhau e Chouriço

Mais um receita simples e com grande sabor.

O bacalhau é sempre bem vindo. Cada confecção é uma surpresa e uma explosão de sabor.

A receita foi adaptada de uma outra, que foi publicada na revista Segredos de Cozinha,  do dia 28 de janeiro de 2002.



Ingredientes:
- 1/2 Lata de tomate pelado
- 1 Cebola grande picada
- 2 Dentes de alho picados
- 0,5 dl de Azeite
- 1/2 Chouriço de carne
- 0,5 l de Caldo de galinha
- 200 gr de Massa Cotovelinhos
- 2 Cenouras
- 400 gr de Grão cozido (frasco)
- 200 gr de Bacalhau (aparas, migas, ou postas mais finas)
- 1 Raminho de hortelã
- Sal e pimenta q.b.
- Piripiri (facultativo)


Comece por fazer um ligeiro refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados. 
Acrescente o tomate picado e as rodelas de chouriço e seguidamente as rodelas de cenoura.

Entretanto, desfaça um cubo de caldo de galinha no 0,5 l de de água a ferver e verta no refogado.
Tempere de sal, pimenta ou piripiri, se necessário.

Quando o caldo começar a ferver acrescente a massa e deixe cozer cerca de 6 a 8 minutos.
À parte, escorra o grão, passe-o por água corrente e adicione-o à sopa assim como o bacalhau.

Se necessário, acrescente mais água, para que a sopa fique com caldo.


No final, retifique os temperos e, no momento de servir, junte o raminho de hortelã.

Aproveitem esta sopa quente e reconfortante nestes dias em que a folia de Carnaval chama para a rua e para o divertimento.

Bom Apetite e bom Carnaval 


domingo, 20 de novembro de 2016

Migas de Tomate com Coentros e Carapaus


Um dia de chuva, passado no aconchego da casa e a cozinhar comida tradicional. 

As migas de pão, são historicamente conhecida como sendo originarias do Alentejo. 
Cozinha simples, mas rica em sabor e imaginação de um povo que era pobre.

A designação de migas, acredito que tem haver com o facto de desfazer o pão em migalhas, utilizando a colher de pau para "migar/desfazer" o pão previamente humedecido em água.

É surpreendente a variedade de migas que surgem na nossa cozinha tradicional. 

O elemento principal é realmente o pão, preferencialmente de véspera, ou seja pão duro. 
Mas as variantes podem ser diversa, com legumes, com ervas aromáticas, com ovos, carne, bacalhau ou outro peixe.


- Cerca de 500 gr de pão tipo alentejano de véspera
- 1 Cebola picada
- 1 dentes de alho
- 3 ou 4 Tomates maduros
- 1 Tira de pimento verde
- 1 Tira de pimento vermelho
- 1 Folha de louro sem o veio
- Sal, pimenta branca q.b
- 1 Ramo de coentros
- 0,5 dl de Azeite
- Água q.b

Acompanhamento
- Carapaus fritos (preferencialmente jaquinzinhos)
- Sal
- Farinha de milho para envolver
- Óleo para fritar


Fazer um ligeiro refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados. 
Juntar o louro, o tomate picado, sem pele nem grainhas, e os pimentos aos cubos.
Temperar com sal e pimenta. Deixar apurar.

Entretanto, partir o pão às fatias e colocar num pirex. Embeber com água morna e "migar" com a Colher de pau.

Juntar o pão, escorrido, ao refogado e envolver bem, de forma a ficar desfeito e ganhar o sabor do refogado.

Antes de terminar junte coentros picados, retifique os temperos e apague o lume.

Não deve ficar com caldo, mas sim uma massa moldável.

Sirva a acompanhar com peixe frito.



Para acompanhar faça uns carapaus fritos.

Depois de arranjados, sem tripas mas com a cabeça, tempere com sal grosso e deixe repousar pelo menos 30 minutos. 
Seque o peixe e passe por farinha de milho.
Frite em óleo quente e escorra-os em papel absorvente.


Bom apetite

sábado, 12 de novembro de 2016

Carne de porco com grão

Quando o tempo começa a arrefecer, quando os dias são mais curtos e passamos a estar mais tempo no conforto da nossa casa, encontramos tempo para regressar, a pouco e pouco à escrita e à partilha de receitas e experiências que vamos fazendo na nossa cozinha. 

Cozinha, que mais uma vez é diferente, uma vez que neste verão mudei novamente de casa, aproximando-me do local de trabalho, aproximando-me do mar e da praia. 

Também existiram alterações grande na família, ..., afinal os filhotes cresceram depressa de mais e já estão os dois fora, à procura do futuro deles.

Agora a cozinha é essencialmente para dois, e tem sido do mais simples possivel.....

Na procura de compensar, o facto da casa estar mais vazia, tenho andado "enfiada" no trabalho como sendo um escape, ..., mas que preciso controlar...., 

Hoje, trago uma das receitas que já fiz nesta nova cozinha.  Uma refeição simples, inspirada aqui, e que me deu vontade de fotografar e de partilhar....



Ingredientes:
- 600 gr de Lombo de porco
- 1 Cebola média
- 2 Dentes de alho
- Azeite q.b.
- 100 gr de Chouriço alentejano
- 100 gr de Bacon
- 1 Folha de louro
- Colorau q.b.
- Grão de pimenta rosa q.b.
- 6 Colheres de sopa de tomate triturado (em lata)
- 1 Cenoura grande
- 1 Colher de sopa de salsa picada
- 1 dl de Vinho branco
- 1 Frasco de grão cozido


Começar por cortar a carne em pequenos pedaços e temperar com um pouco de sal. 
Reservar cerca de 30 minutos.

Refogar a cebola, o alho, e a folha de louro no azeite.

Quando a cebola começar a ficar transparente, juntar o chouriço cortado em rodelas e o bacon às tirinhas.

Deixar fritar ligeiramente e juntar a carne de porco.

Enquanto a carne frita, temperar com colorau e algumas pimentas rosa em grão.


Juntar a cenoura cortada em rodelas e o tomate picado. 

Deixar suar um pouco, em lume brando, com o tacho tapado, para ganhar sabor.

Quando começar a reduzir o molho deitar o vinho e deixar cozinhar lentamente cerca de 15 minutos.

Junte o grão e deixe apurar, em lume brando, mexendo de vez em quando, cerca de mais 20 minutos.



Finalmente rectifique os temperos e polvilhe com salsa picada.

Pode acompanhar com legumes cozidos ou acrescenta um pouco de água e de massa de cotovelo, que fica uma delícia.

Um bom fim de semana

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Javali Estufado com arroz de ervilhas e cenoura - almoço inaugural da nova casa


O tempo passa a correr, e já passaram praticamente 2 meses desde a última publicação.

Durante o período de verão, a cozinha foi entregue mais aos filhos, que aproveitaram as férias para fazer as suas experiências culinárias.

Experiências e aprendizagens, afinal o filho mais novo também já vai sair do ninho, dentro de uma semana. 

O sábado,  foi o dia D, saíram as colocações no ensino superior. É um misto de alegria e preocupações, um sentimento de alivio por saber que ficou no curso que queria, e um sentimento de preocupação por saber que não vai ser fácil.... mas o faz-se caminhando, ...

Este sentimento de "ninho vazio", tem-me deixado um pouco ansiosa, afinal parece que os estou empurrando para fora do ninho, por outro lado sinto saudades de os ter no colo, um medo do mundo enorme que eles tem pela frente, e uma vontade de os ver crescer, como homens e mulheres que podem mudar o mundo .....

Mas, também nós, eu e o meu marido, temos que redefinir a nossa vida, o nosso futuro, o nosso presente.... e assim, durante este período resolvemos mudar de casa, aproximarmos-nos do local de trabalho, arranjar uma casa mais adequada à nova fase da vida: "a fase de voltar a viver a dois."

Agora, na nova casa surge a vontade de voltar à cozinha, explorar o novo espaço, fazer novas comidas e logicamente partilhar tudo nos meus blogues.

Este, foi o primeiro almoço que fiz para a família, foi especial, foi inaugural ... e ficou fantástico.



Ingredientes:

- Cerca de 1 Kg de carne de javali
- 1 Limão grande
- 1 Laranja grande
- Sal q.b.
- 1,5 dl de Azeite
- Sal e pimenta
- 1 Malagueta (facultativo)
- 1 Cebola grande
- 4 ou 5 Dentes de alho
- 1 Folha de louro
- 1 Colher de sopa de colorau
- 3 ou 4 tomates pelados e sem sementes
- 1/2 Cubo de caldo de carne
- 1 Colher de sopa de farinha maisena expresso para engrossar molhos


Partir a carne de javali em bocados grossos, e deixar imerso dentro de água de um dia para o outro, com bastante sal, sumo de laranja e de limão e ainda com as cascas da laranja e do limão.



No outro dia, colocar metade do azeite numa panela de pressão e corar a carne. Ir retirando a carne assim que vai ficando corada.

Este azeite fica muito "apurado" pelo que habitualmente escorro e volto a deitar no tacho novo azeite para cozinhar.

Colocar então a carne na panela de pressão e acrescentar bastante cebola e alho picado, sal e pimenta, uma folha de louro, colorau. Deixar estufar e acrescentar o tomate pelado e partido aos bocados.

Deixar cozinhar na panela tapada cerca de 5 minutos,

Destapar e juntar 1/2 cubo de caldo de carne e 2 dl de vinho branco. Voltar a colocar a pressão e deixar cozinhar cerca de 10 minutos.

Quando terminar a cozedura, deixar apurar o molho com a panela destapada e em fogo lento. Polvilhar a cane e o molho com 1 colher de sopa de farinha maizena para engrossar o molho.


Servir acompanhado de arroz de cenoura e ervilhas, e ainda de uma boa salada de alface.

domingo, 17 de julho de 2016

Picadinho de carne e legumes (petisco rápido para o final de tarde)


O tempo está muito quente e apetece praia, apetece comidas rápidas à laia de petiscos, apetece não estar muito tempo na cozinha, mas ao mesmo tempo apetece uma comida que reúna a família em convívio, aproveitando as férias dos filhos.

E foi assim que surgiu este picadinho de carne e de legumes.

Fez-se muito rapidamente e ficou delicioso.



Ingredientes:
- Cerca de 600 gr de carne de porco picada
- 1 Courgette
- 1 Tomate grande bem maduro
- 1 Lata de cogumelos laminados
- 1 Raminho de salsa picada
- Batatas q.b.
- 1/2 Cebola picada
- 1 Dente de alho picado
- Sal, pimenta q.b
- Louro em pó e colorau q.b
- 2 Colheres de sopa de azeite
- Óleo para fritar as batatas



Picar a cebola e o dente de alho.
Refogar ligeiramente no azeite e juntar a carne picada. 
Manter o lume forte e mexer sempre para cozinhar a carne rapidamente e para que fique solta.
Temperar com o sal, pimenta, colorau e louro.
Deixe cozinhar.

Junte o tomate pelado, sem sementes e picado. 
Deixe suar, e junte a courgette cortada em cubos e os cogumelos laminados.
Pode reduzir o lume e deixar os legumes cozinhar,

Entretanto, prepare as batatas para fritar cortando aos cubos ligeiramente pequenos.
Frite e tempere de sal.


Quando a carne estiver bem cozinhada, retificar os temperos, acrescentar as batatas fritas e a salsa picada.
Envolver tudo muito bem, e está pronto a servir acompanhado de pão alentejano e uma bebida bem fresquinha.

Related Posts with Thumbnails