domingo, 23 de agosto de 2015

Arroz com fressura de borrego

No fim de semana passado um dos dias foi de praia e o outro de chuviscos..... 

É a  instabilidade própria do mês de agosto, ..., talvez sejam as canículas ou as caniculares, talvez as previsões do próximo ano tragam um mês de fevereiro com chuva, ..., enfim são as tradições do nosso povo, principalmente no sul do país.... e assim, para um dia fresco apeteceu-me fazer uma comida mais reconfortante, com um sabor mais apurado, um pouco mais tradicional.

A fressura de borrego, é tão somente as vísceras do borrego, bofe ou pulmões, fígado e coração.

Não é uma carne que utilize com frequência, mas nem sempre nem nunca......

Lembro-me da minha mãe fazer um arroz parecido com este, mas o mais frequente era fazer a carne frita a acompanhar com batatas fritas e salada.

Para me inspirar, tive em conta as minhas recordações, mas também consultei alguns blogues, como "As receitas da Tia Gui".




Ingredientes:
- 1 Fressura de borrego
- 2 Colheres de sopa de polpa de tomate
- 1 Colher de chá de massa de pimentão
- 1 Colher de chá de colorau
- 1 Colher de sopa de banha de porco
- 3 Colheres de sopa de azeite
- 1 Cebola
- 3 Dentes de alho
- 1 Folha de louro
- 1 Pitada de cominhos
- 1 Cravinho
- 1 Ramo de salsa
- 1 dl de vinho banco
- 1 Ramo de hortelã
- Sal, pimenta q.b.
- 1 Malagueta (facultativo)
- Vinagre de vinho q.b.
- 250 gr de Arroz vaporizado
- Água q.b.


Corta-se a fressura em pequenos pedaços.

Picar a cebola e o alho finamente e levar a alourar no azeite e na banha. 
Junta-se os restantes ingredientes, nomeadamente a fressura de borrego, o tomate, a massa de pimentão, o colorau, e os restantes temperos.

Deixar apurar com o tacho tapado e em lume brando.
Quando a carne estiver cozida e começar a fritar, refrescar com o vinho. 
Deixar apurar e juntar o arroz. Envolver bem e acrescentar a agua, suficiente para cozer o arroz e ficar malandrinho (4 vezes a medida do arroz).

Retificar os temperos.

Assim que apagar o lume, acrescente uns borrifos de vinagre e envolva bem.



Sirva enfeitado com um ramo de hortelã e com algumas rodelas de laranja.



domingo, 16 de agosto de 2015

Costeletas com sopa de cebola e cerveja no forno

O mês de agosto tem estado envergonhado, uns dias quentes, outros nublados, outros frescos, mas quando conseguimos umas horinhas de bom tempo na praia, oooooh que maravilha....

Ontem, consegui 2 horas de descanso numa praia perto de casa. 
Boa temperatura, sem vento, com poucas pessoas...... as gaivotas esperavam calmamente, em cima dos candeeiros da electricidade do parque de estacionamento, que a "praia fechasse" (esta era a desculpa dada aos meus filhos, quando pequeninos, para saírem da praia).... 

.....é muito bom viver perto da praia, é muito bom estar em família, é muito bom sentir este sossego......

O jantar fez-se rapidamente enquanto se estendiam toalhas, e se tomavam duches ...... 


Ingredientes: 
- 4 Costeletas do cachaço
- 1 Cerveja
- 1 Sopa de cebola
- 1/2 Colher de café de colorau
- 1/2 Colher de café de pimenta rosa
- Azeite q.b.
- Sumo de 1/2 limão
- 1 colher de sopa de salsa picada


Colocar a sopa de cebola num prato, misturar a pimenta e o colorau.
Passar as costeletas por esta mistura e dispo-las num tabuleiro de ir ao forno.
Regar com um fio de azeite e deitar a cerveja por cima das costeletas.
Levar ao forno, previamente aquecido e deixar cozinhar cerca de 30 a 40 minutos.
Ao sair do forno regue com sumo de limão e polvilhe com salsa picada.


Servi com batatas fritas e salada mista, mas um arroz ou esparguete ficariam soberbos.

Bom apetite e boas férias neste mês de agosto....

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Tapas de petingas em conserva de azeite

As conservas de peixe permitem o consumo de peixe com muita qualidade e riqueza em nutrientes. 

A conservação não modifica em nada a natureza das proteínas, dos lípidos e glúcidos dos alimentos.

O recurso a conservas são também uma grande ajuda nas nossas cozinhas.

Aproveito, para divulgar, um artigo que encontrei na net e que tem uma tabela muito interessante que faz a comparação dos nutrientes nas conservas mais frequentemente utilizadas em Portugal: atum e sardinhas.

As tapas que hoje publico, foram a entrada de uma festinha feita aqui em casa, no domingo passado. 

Quase que não havia oportunidade para fazer umas fotos, mas num flash ainda consegui .......



Ingredientes:
- 2 Latas de petingas em conserva de azeite
- Tomate maduro
- Pimento verde e vermelho
- 1 Baguete de pão rústico
- Azeite q.b
- 2 Dentes de alho 
- 1 Folha de louro
- Sal e pimenta q.b.
- Orégãos
- Salsa q.b.



Partir o pão na diagonal e reservar.
Escorrer as sardinhas do azeite.
Cortar os tomates em fatias bem fininhas e cora-las em azeite quente com o alho esmagado e com a folha de louro.
Temperar com sal e pimenta e retirar do lume. 
Passar pelo mesmo azeite, pequenas tirinhas de pimento.

Em cima do pão, colocar o tomate seguido do pimento. Polvilhar com orégãos e colocar apenas metade de cada petinga, abrindo-as em filetes.

Decorar com uma folha de salsa e servir com uma cervejinha fresca. 


NOTA:
Petingas, são sardinhas de um tamanho mais pequeno. São peixe miúdo que frequentemente é utilizado para isco.
No caso do peixe ter um pouco de escamas pode retira-las passando os dedos ao longo do dorso.
A ideia sobre as tapas surgiu com uma breve consulta na net, Não seguindo nenhuma receita ou espaço, em particular, fiquei com uma ideia clara sobre o que tinha e o que poderia fazer.



terça-feira, 4 de agosto de 2015

Pimentos estufados (acompanhamento)

Os pimentos são legumes cheios de cor: verdes, vermelhos, amarelos ou ainda apresentando outras cores, que alegram a nossa gastronomia.

São no entanto, legumes com "personalidade", ou se gosta ou não se gosta.....

Para quem gosta, beneficia-se de uma grande riqueza em nutrientes, nomeadamente várias vitaminas  como A, B, C, E, e é ainda, rico em fibras, potássio, magnésio, etc.

Vamos aproveitar a época de verão e a facilidade em obter estes legumes para experimentar várias receitas.

Assim trago uma receita simples para acompanhamento de carnes grelhadas ou assadas.



Ingredientes:
- 2 Colheres de sopa de azeite
- 2 Pimentos verdes
- 1 Pimento vermelho
- 1 Cebola média
- 2 Dentes de alho
- Sal e pimenta q.b.
- 1 Folha de louro
- 1/2 Colher de café de açúcar
- Água q.b.
- Caldo de galinha (facultativo)
- Vinagre q.b.


Num tacho fazer um ligeiro refogado com o azeite, cebola, e alho.

Entretanto, lavar bem os pimentos, retirar as peles e as sementes do seu interior e cortar em tiras.

Juntar os pimentos ao refogado. Temperar com sal, pimenta e folha de louro.

Deixar cozinhar lentamente, tapada e mexendo de vez em quando. 

Não deve ficar muito cozinhado.


Se necessário, juntar uns "borrifos" de água e no final retificar os temperos, podendo utilizar um pouco de caldo concentrado de legumes ou de frango.

Antes de servir borrifar com um pouco de vinagre a gosto.

Servir como acompanhamento.


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Bacalhau gratinado

Há refeições que surpreendem pela sua simplicidade, economia e satisfação, quer seja a fazer quer seja a comer.

Quase viciante, porque apetece repetir, uma, duas vezes, ou mais um "niquinho"....




Ingredientes:
- 400 gr de Migas de bacalhau
- 1/2 Repolho cortado em Juliana
- 2 Cebolas médias cortadas em meias luas
- 2 Dentes de alho picados
- 3 Ovos cozidos
- 1/2 Pimento Verde
- 1/2 Pimento vermelho
- 1, 5 dl de azeite
- 1 Colher de sobremesa de orégãos
- 1 Ramo de salsa picada
- 6 Colheres de sopa de maionese
- Sal e pimenta q.b
- Azeitonas a gosto

Cozer os ovos em água e uma colher de café de sal.
Demolhe as migas de bacalhau, escolha as espinhas e desfie em bocados mais pequenos.

Faça um ligeiro refogado com o azeite, as cebolas e os alhos. Acrescente o repolho cortado em Juliana e deixe cozinhar, em lume brando, só acrescentando pequenos "golinhos" de água, se necessário.
Junte os pimentos e o bacalhau cru. Tempere com um pouco de salsa e orégãos. Deixe cozinhar em lume brando.

Depois de cozinhado acrescente os ovos picados, a maionese, e envolva toda a mistura delicadamente. rectifique de sal e pimenta e deite o preparado num pirex de ir ao forno. 



Quando estiver bem douradinho, retire e polvilhe com salsa picada, e espalhe por cima algumas azeitonas.

Acompanhe com batata cozida e uma salada a gosto.

NOTA: 
Adaptada, com algumas alterações, de uma proposta de confecção, por uma marca de bacalhau congelado.


sábado, 18 de julho de 2015

Salada Fresca


No verão apetece comidas leves e frescas.

Esta é uma sugestão simples e económica para um dia de praia, ou mesmo para levar para o campo.

Pode ser feita de véspera ou logo pela manhã, e reservar no frigorífico até à hora de servir. 



Ingredientes:

- 1 Frasco de grão cozido
- 1 Embalagem de tentáculos de potas congelados.
- 1 + 1/2 Cebola 
- 6 Palitos de delícias do mar 
- 1 Colher de sopa de salsa picada fresca
- Flor de sal, pimenta e colorau q.b.
- Azeite e vinagre q.b.
- Pimento verde e pimento vermelho
- Tomates


Colocar uma panela de pressão ao lume com água, uma cebola com casca, bem lavada, e sem sal.

Juntar os tentáculos de pota congelados com a água fria. Ligar o lume e tapar a panela de pressão.

Deixar cozinhar cerca de 7 a 8 minutos com pressão.

Depois das potas estarem cozidas, passar por água fria, limpar de peles e cortar em pequenos troços.

Juntar as delícias do mar, cortadas em rodas, e temperar com flor de sal, pimenta, colorau, azeite e vinagre, a gosto.

Entretanto,  preparar os legumes: cortar as tirar de pimento verde e vermelho em cubos, picar 1/2 cebola finamente, picar a salsa e cortar os tomates em gomos.

Juntar os legumes, às potas, envolver no molho e retificar os temperos. 

Enfeitar com os gomos de tomate.



Servir frio e bom apetite.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Lulas guisadas com ervilhas e batatas

Comida caseira, simples e reconfortante para o dia-a-dia.

Aqui em casa ninguém diz que não a uma refeição com lulas, chocos, polvo ou potas.




Ingredientes:
- 1,5 Kg de lulas congeladas
- 1 Cebola média
- 3 ou 4 Dentes de alhos
- 1 dl de Azeite
- 1 Lata de tomate pelado
- 1 dl de Vinho branco
- Sal e pimenta q.b.
- Colorau q.b.
. 1 Colher de café de açúcar
- 500 gr de Ervilhas congeladas
- 3 ou 4 Batatas médias
- 1 Colher de sopa de farinha "Maisena Express Molhos"
- 3 Folhas de Manjericão



Descongelar as lulas e limpar.

Num tacho, fazer um refogado com o azeite, a cebola, e os alhos picados.

Quando a cebola começar a ficar translúcida. juntar o tomate picado e o molho. Mexer, e temperar com sal, pimenta e o açúcar.

Deixar ferver um pouco e acrescentar as lulas limpas. Temperar com sal, pimenta e colorau.

Deixar cozinhar 5 a 10 minutos e acrescentar o vinho. Quando começar novamente a ferver, manter o lume brando e deixar cozinhar cerca de 15 ou 20 minutos.

Passado este tempo, acrescente as ervilhas e deixe primeiramente cozinhar alguns minutos antes de acrescentar as batatas cortadas em quadrados.

Quando as batatas e as ervilhas já estiverem cozidas acrescente a farinha para que o molho fique um pouco mais grosso.

Sirva com as folhas de mangericão.


Espero que gostem!

terça-feira, 14 de julho de 2015

Tarte de Courgete (acompanhamento)


Na tentativa de diversificar os acompanhamentos de pratos de carne, encontrei uma receita à base de courgete, que tive que experimentar.

Aqui fica uma boa sugestão, simples e económica que usei para completar uma refeição de costeletas grelhadas.



Ingredientes:

- 1 Lata de milho em conserva (160 gr. de peso liquido)
- 1 Courgete com cerca de 500 gr.
- 10 Colheres de sopa de farinha de trigo
- 1/4 Chávena de chá de de óleo 
- 1/2 Chávena de chá de leite meio gordo
- 1 Colher de chá de fermento em pó
- 2 Ovos
- 50 gr de Queijo parmesão ralado (usei queijo da ilha)
- 1/2 Colher de sopa de orégãos 
- 5 Colheres de sopa de azeite
- Sal e pimenta branca q.b.
- Noz moscada q.b.


Numa taça misturar todos os ingredientes secos.

Numa outra taça bater os ingredientes líquidos: óleo, azeite, ovos e leite.

Entretanto, ralar as courgetes e escorrer o milho.




Começar por misturar os ingredientes líquidos com os secos, e bater bem para ficar sem grumos. 

Adicionar parte do queijo ralado, e os legumes,anteriormente preparados.

Envolver bem, e deitar a mistura num pirex, previamente untado com margarina e polvilhado com farinha. Por cima, salpicar com o restante queijo ralado.



Por fim, levar ao forno, a 180 G, cerca de 45 minutos. 

domingo, 7 de junho de 2015

Smoothie de laranja, banana e maçã


Uma deliciosa bebida, macia e espessa, em que predomina uma mistura de  frutas, iogurte, leite, gelados ou outros ingredientes, mais conhecida pelo termo inglês smoothie. 

Dependendo do gosto e cada um, podemos incluir outros ingredientes, como ervas aromáticas, legumes verdes, mel ou outro adoçante, e ainda sementes,..., enfim depende da criatividade e disponibilidade de produtos.

Podemos ainda, utilizar frutos congelados, ou a fruta bem fresca e uns cubos de gelo.

Estes sumos surgiram na Califórnia, na década de 60. 
Era uma maneira simples de se consumir produtos energéticos, baixos em valor calórico, com pouca gordura e ricos em fibras, vitaminas e minerais. 

Mais do que uma bebida era uma escolha de vida saudável, uma refeição ligeira que se difundiu por todo o mundo rapidamente.

A minha filha está a fazer as primeiras experiências, nesta área, enquanto se prepara para os exames, neste final de semestre.

E, hoje foi assim:




Ingredientes para 3 copos:
- 1 Laranja
- 1 Banana
- 2 Maçãs
- 1/2 Iogurte natural
- 1/2 Copo de Iogurte de leite meio gordo
- 1 Colher de sobremesa de sementes de chia por copo (facultativo)


No liquidificardor, colocar a laranja descascada, a banana e as maçãs bem lavadas, sem os caroços mas com a pele. Os frutos devem ser partidos em bocados pequenos.

Juntar o iogurte e o leite.

Bater bem até ficar completamente triturado e com uma consistência macia.


Deitar nos copos e se gostar pode adicionar sementes de chia ou de outras semente.

Pode ainda enfeitar os bordos dos copos com frutos, ou umas folhinha de hortelã.

Usar palhinhas grossas para beber o Smoothie.



domingo, 10 de maio de 2015

Febras para "picar"

Os dias já estão com uma temperatura agradável. 
Apetece passear, conviver e petiscar.

Não tarde vou espreitar a praia...., fazer caminhadas na areia sentir a água fria, ..., acho-a sempre fria, e ficar na minha toalha entretida com leituras, quase sempre relacionadas com culinária....

A receita de hoje não faz referencia a quantidades, foi tudo a "olhometro".......



Ingredientes:

- Febras de porco q.b.
- Sal, pimenta branca, colorau e louro em pó q.b.
- Dentes de alho laminados q.b.
- Vinagre q.b.
- Coentros frescos, 
- Pickles
- Sumo de limão
- Azeite




Temperar as febras com o sal, pimenta, colorau, e louro em pó. Regar com um pouco de vinagre e deixar tomar gosto guardado no frigorífico, cerca de 2 horas.

Grelhar as febras e partir em cubos, com um tamanho sensivelmente semelhantes.

Regar com sumo de limão e um fio de azeite.

Polvilhar com pikles e coentros picados.


Pode-se comer quente ou frio, mas eu prefiro frequinho


O acompanhamento pode ser diverso:   batatas fritas, arroz, massa, azeitona, e pão....

Related Posts with Thumbnails