domingo, 15 de abril de 2018

Quiche de Atum com Courgette e Funcho


O Funcho, pela sua fragrância é frequentemente conhecido por erva-doce, mas desde as sementes ao bolbo e passando pelas folhas tudo se consome.

Ao funcho são atribuídas inúmeros benefícios, mas o que neste momento vou destacar é a sua utilização na nossa alimentação.

Em alguns países Europeus como em França e em Itália, e pela sua cultura, já existe um uso frequente deste legume e diversas formas de cozinhar, quer seja com peixe ou com carne.

Sempre tive alguma curiosidade em utilizar o funcho como legume, e não só como erva-doce, essencialmente em doçaria tradicional portuguesa. 

Hoje, trago uma receita que utiliza o bolbo e algumas folhas.

A quiche ficou uma delícia ....  



Ingredientes:
- 1 placa de massa quebrada de compra
- 1 Pacote de creme de soja
- 2 latas de atum em óleo
- 1 Courgette grande
- 1 Bolbo de funcho pequeno
- Folhas de funcho
- 3 Ovos
- Sal, Pimenta
- 1 Colher de café de caril.



Desenrolar a placa de massa quebrada e colocar numa forma de tarte com fundo amovível.
Cortar a courgette em meias luas e colocar no fundo da tarteira, por cima colocar o atum, o bolbo de funcho laminado e por último novamente fatias de courgette.

Entretanto bater os ovos, com o creme de soja e o caril. Temperar com sal e pimenta e deitar por cima dos legumes.



Levar ao forno, pré-aquecido a 180 G cerca de 50 minutos.


Sirva quente acompanhado de uma salada.


Muito bom!

Uma refeição ligeira, e difícil de para de comer..... 

sábado, 7 de abril de 2018

Muffins de Couve-flor


Já há algum tempo que não me aventurava a fazer um dia só de comida vegetariana.

Este regime alimentar sempre me atraiu, essencialmente por questões de saúde, embora também existam algumas questões éticas que, se pensar muito nelas também me fazer optar por uma alimentação vegetariana, ou ovolactovegetariana.

No entanto, a família gosta mais de um regime alimentar diversificado, incluindo todos os alimentos, e muito rico em vegetais e frutos.

Assim, vamos tentando dar resposta aos gostos de todos.

Estes muffins foram feitos para um jantar ligeiro, e foram acompanhados por com uma salada de alface e um pouco de pão alentejano. A receita foi baseada neste vídeo.



Ingredientes:
- 1 Couve flor pequena
- 4 Ovos médios.
- 3 Colheres de sopa de azeite
- 1 Cebola pequena
- 2 Dentes de alho
- Sal q.b.
- Pimenta q,b.
- Orégãos q.b.
- 1 Colher de sopa de salsa picada
- 50 gr. de Queijo da ilha ralado
- 1 Colher de sopa de farinha de linhaça
- 1 Colher de sopa de amido de milho
- 1 Colher de sopa de sementes de chia



Começar por cozer a couve flor, previamente lavada e preferencialmente a vapor.
Partir em pequenos ramos e reservar.

Fazer um ligeiro refogado com o azeite, a cebola e o alho. Temperar com o sal, pimenta, salsa  e orégãos.

Juntar o refogado aos ovos, que já estavam previamente batidos e acrescentar o queijo ralado. Misturar bem.

Entretanto, misturar as farinhas com as sementes de chia e envolver tudo na massa anterior.  


Deitar a massa em formas, previamente untadas com um pouco de margarina, e levar ao forno cerca de 30 minutos a 180 G.

Desenformar e servir ainda quentes acompanhadas por uma salada de alface.

Bom fim de semana

sexta-feira, 30 de março de 2018

Pataniscas de Delícias do Mar e Arroz de Tomate


Pataniscas,... as verdadeiras são as de bacalhau.

São um prato típico da cozinha Portuguesa da zona da Estremadura, e consiste em bacalhau lascado ou desfeito que é passado por uma polme feita de farinha e ovo e depois fritas em óleo abundante. 

São temperadas com sal, pimenta e salsa e depois de fritas apresentam uma forma irregular.

São frequentemente acompanhadas com arroz de tomate ou arroz de feijão, mas também podem ser ótimo petisco.... acompanhadas com um belo pão e uma cervejinha....

Mas, se fizermos uma pesquisa na "net", vamos encontrar uma enorme diversidade de pataniscas, feitas com vários ingredientes, como polvo, atum, legumes, entre outros, e que são igualmente maravilhosas.

A receita que fiz, é de delicias do mar e foi retirada da revista "Segredos da Cozinha, nº 1325, de março de 2011".




Ingredientes para as pataniscas:
- 1 Cebola pequena
- 1/2 Pimento verde
- 2 Dentes de alho
- 50 ml de Azeite
- 250 gr de Delícias do mar
- 1 Raminho de salsa
- 4 Ovos grandes
- 3 Colheres de sopa de água fria
- 200 gr de Farinha sem fermento
- Óleo de girassol q.b.
- Sal e pimenta q.b.

Ingredientes para o arroz de tomate:
- 1 Cebola pequena
- 2 Dentes de alho
- 2 Colheres de sopa de azeite
- 1/2 Lata de tomate pelado
- 1/2 Pimento verde
- 1 Folha de louro
- 3 Chávenas de água



Picar a cebola e os alhos finamente.
Cortar em tiras o pimento verde e levar tudo a refogar ligeiramente no azeite.

Corte as delícias do mar em pedaços, pique a salsa e junte ambos ao refogado.

Tempere com sal e pimenta, retire e deixe arrefecer.

Bata as gemas, com a batedeira, a água fria e tempere com sal e pimenta. 

Adicione a farinha até obter uma pasta densa. 

Bata as claras em castelo e envolva-as no preparado anterior.




Junte as delícias do mar refogadas, e com a ajuda de uma colher frite porções de massa, no óleo.

Para fritar não utilize o óleo muito quente, para não ganharem cor de fritas muito rapidamente e ficarem cruas por dentro.

Escorra as pataniscas em papel absorvente antes de colocar numa travessa de servir.



Para o arroz de tomate:

Fazer um ligeiro refogado com a cebola, o alho, a folha de louro e o azeite.

Junte o pimento, cortado em cubinho e o tomate. Tempere de sal.

Junte o arroz e deixe abrir no caldo, mexendo para não pegar. 

Acrescente a água fervente tape e deixe cozinhar em lume brando cerca de 15 minutos. 

Sirva com as pataniscas.

*******

Hoje é 6ª Feira Santa e, para alguns crentes, neste dia não se come carne, por isso esta, é uma boa sugestão e que "foge" ao tradicional bacalhau.

Boa Páscoa para todos os visitantes do Iguarias Caseiras e Iguarias P'ra Gulosos.


quarta-feira, 28 de março de 2018

Sopa de Nabiça com Grão (uma base e duas versões)

O nabo e a nabiça são legumes com a mesma origem: enquanto o nabo é a raiz, a nabiça é claramente a folha.

Estes legumes são nutricionalmente interessantes, quer do ponto de vista dietético quer do ponto de vista nutricional. 

Sendo um alimento pouco calórico, com 28 a 30 gr de calorias por cada 100 gr de parte comestível, e por isso bastante utilizado em dietas de emagrecimento, é também um alimento rico em vitaminas (K,A,C,E, fosfatos e B6) e minerais (manganésio, cálcio, cobre, magnésio e potássio). 

São, ainda, ricos noutros compostos que são particularmente importantes na prevenção de determinadas doenças como na prevenção contra o cancro do pulmão, cólon, fígado, estômago e mama.

Na culinária podem ser utilizado em várias preparações mas sem dúvida que a mais frequente é a sopa.

Assim, trago duas sugestões de sopas em que a base é a mesma, mas a finalização e a apresentação transforma-na em duas sopas diferentes e igualmente saborosas.



Ingredientes: 
- 1 Cebola Grande
- 2 Dentes de alhos
- 2 Cabeças de nabo
- 1 Courgette grande 
- 1 Batata-doce grande
- 1 Cenoura grande
- Água q.b.
- Sal q.b.
- Azeite q.b.
- 1 Frasco de grão cozido
- 1 Molho de folhas de nabiça
- 50 gr de Massa cotovelos



Numa panela colocar a cebola, o alho, os nabos, a courgette, a batata-doce e a cenoura, cortados em pedaços e tapar com água. Temperar com sal e levar ao lume.

Depois de cozidos, triturar e dividir por duas panelas.

Numa deitar o grão, a massa e a nabiça.

Quando começar a ferver juntar o azeite, verificar se é necessário mais água e retificar o sal.




Na outra panela, juntar apenas o grão e a nabiça. 

Quando começar a ferver juntar o azeite, verificar se é necessário mais água e retificar o sal.

Quando estiver cozido triturar tudo.



E assim temos duas sopas diferentes.

Bom apetite.

quarta-feira, 21 de março de 2018

Couve estufada para acompanhar carne e no final, ...uma fatia de bolo


Quando preparo uma refeição, procuro diversificar nos acompanhamentos.

Invisto bastante em acompanhamentos à base de legumes cozinhados ou em saladas.

Raramente faço batatas fritas, já o arroz e as massas são bastante apreciadas, aqui em casa, pelos filhos e marido.

Hoje, trago um acompanhamento muito rápido de fazer e ótimo para acompanhar carne.

O almoço foi bochechas de porco acompanhadas com Couve estufada. 
Pode consultar aqui a receita das bochechas de porco.



Ingredientes para o acompanhamento:

- 1 Couve repolho
- 3 ou 4 Colheres de sopa de azeite
- 1 Cebola grande picada grosseiramente
- Sal e pimenta q.b.
- Água q.b.


Lavar a couve e cortar em Juliana.

Num tacho, deitar o azeite e quando começar a ficar quente, juntar a cebola e deixar caramelizar.

Acrescenta a couve, envolver na cebola e tapar o tacho. 

Deixe suar. A couve murcha e nessa altura temperar com um pouco de sal e pimenta.



Se for necessário, juntar pequenos "golinhos" de água para que a couve vá ficando cozinhada.

Não é necessário deixar a couve ficar muito cozida.

Quando estiver quase cozinhada, retifique os temperos e sirva com a carne.



No final, havia bolo, ...

e não resistimos a uma fatia de bolo mármore:



Experimentem: simples, rápido, saudável e diferente 

sábado, 17 de março de 2018

Frango com Couves



Dia nublado e chuvoso!

Convida a estar em casa e a fazer uma refeição, para a família, que seja aconchegante, e que junte a simplicidade com o sabor... aquilo a que chamo "comida de tacho".

Ficou uma delícia!

Encontrei esta sugestão numa revista dos "Segredos da Cozinha", de 16 Março de 1988, há precisamente 30 anos.


Ingredientes:
- 1 Frango com cerca de 1 Kg
- 500 gr de Batatas
- 1 Couve lombarda
- 1 Cebola média
- 2 Dentes de alho
- 4 Colheres de sopa de azeite
- 1/2 Lata de tomate picado (cerca de 150 gr)
- 2 dl de Vinho branco
- Sal, q.b
- Pimenta branca q.b. (facultativo)
- 1/2 Caldo de galinha 
- 1 Folha de louro
- Salsa picada q.b.



Limpe o frango, lave-o e corte em pedaços.

Tempere com sal, vinho branco e pimenta, e deixe descansar pelo menos 2 horas.

Passado esse tempo, escorra os pedaços de frango e core-o no azeite. 

Quando a carne já está a ficar  alourada de todos os lados, juntar a cebola, os alhos picados, e a folha de louro. 

Deixar cozinhar um pouco e acrescentar o tomate picado e o vinho da marinada.


 Ao retomar a fervura, adicione a couve, bem lavada e cortada em pedaços. 

Tapar e deixar suar por alguns minutos.

Junte, então as batatas, cortadas em quartos, e uma chávena almoçadeira de caldo de galinha.


Acabe de cozinhar em lume brando.

Sirva acompanhado de um bom Pão Alentejano e "quiçá" de um bom Vinho, também, Alentejano.

Agora, para aproveitar  esta tarde maravilhosa de inverno, vou fazer um bolo, que brevemente será publicado no "Iguarias P'ra Gulosos".



domingo, 7 de janeiro de 2018

Bochechas de porco estufadas

No último dia do ano de 2017, fizemos um almoço simples, mas muito apaladado.
Terminamos o ano em casa, apenas com a filhota. 
O rapaz, este ano quis passar com os amigos. 
É assim, os filhos crescem muito depressa!! Já estão a entrar noutra fase da vida, mas tem sempre a porta aberta ....
Venham sempre que eu e o pai estaremos sempre à vossa espera.



Ingredientes:

- Cerca de 1 Kg de bochechas de porco
- 1 Cebola grande picada grosseiramente
- 4 Dentes de alho picados
-  2 dl de Vinho branco
- 1/2 Lata de tomate picado (cerca de 150 gr)
- 200 gr de Cogumelos frescos (Paris)
- 3 Cenouras grandes
- Azeite q.b.
- 1 Folha de louro
- Sal e pimenta q.b.
- 1 Cravinho da Índia
- 1 Raminho de tomilho
- 1 Colher de sopa de salsa picada



Na panela de pressão, colocar o azeite e quando este começar a aquecer juntar as bochechas, e deixar corar. Acrescentar a cebola, e o alho picado, mantendo o lume forte e mexendo para que a cebola caramelize.

Acrescentar os temperos, sal, pimenta, folha de louro, cravinho da índia e o tomilho.

Deixar que os temperos se envolvam na carne, baixando o lume.

Acrescentar o vinho, e após 2 ou 3 minutos tapar a panela, e deixar ganhar pressão.

Deixar cozinhar cerca de 5 minutos, e apagar o lume. 

Após perder a pressão, abrir a panela e acrescentar o tomate pelado e picado. Se necessário, juntar um pouco de água. Após ferver 2 ou 3 minutos acrescentar as cenouras em rodelas grossas.

Deixar cozinhar. Quando as cenouras estiverem quase cozidas acrescentar os cogumelos previamente limpos e cortados ao meio.


Os cogumelos cozinham muito rapidamente.

Antes de apagar o lume retirar os raminhos de tomilho e a folha de louro, retificar os temperos e juntar a salsa picada. Está pronto a servir.

Acompanhar com batatas cozida e brócolos cozidos ao vapor.

Um bom domingo e obrigada pela visita.



sábado, 6 de janeiro de 2018

Folhado de Queijo com Mel e Nozes

O ano de 2018 chegou há poucos dias!

No início de cada ano fazemos planos, definimos objetivos, iniciamos novos projetos ou retomamos atividades que, entretanto fomos deixando ficar para traz.

O Iguarias Caseiras esteve em pausa algum tempo, mas neste momento sinto que deve regressar, mesmo que seja devagarinho.....



O Folhado de queijo com mel e nozes, é uma receita que já fizemos algumas vezes, aqui em casa, na passagem do Ano.

Este ano, teve direito a ser fotografado, com tempo, antes de ser devorado....

A receita original foi retirada do Blogue Cozinha da Duxa.



Ingredientes:

- 1 Placa de massa folhada refrigerada, retangular
- 1 Queijo Chèvre, cortado em rodelas com cerca de 1cm
- Nozes q.b
- Mel q.b
- Maçã q.b.
- Gema de ovo, diluída num pouco de leite para pincelar

Ligar o forno a 200 G para aquecer (o forno deve estar bem quente).
Desenrolar a placa e deixar ficar no papel. 
Colocar num tabuleiro de ir ao forno.
Dividir a massa ao meio.
Descascar a maçã e descaroçar. 
Partir em fatias que coloca ao longo da tira de massa folhada.
Em cima da maçã colocar as rodelas de queijo, as nozes e regar com o mel.
Tapar com a outra tira de massa folhada e pincelar com ovo.

Levar ao forno e, manter a temperatura a 200 G, cerca de 10 minutos, reduzindo depois para 180 G, e manter mais 20 minutos aproximadamente (total cerca de 30 minutos).


Ainda quente regar ligeiramente com mel e polvilhar com bocadinhos de nozes.

Servir quente.

Cortar a torta com uma faca de serrilha.


Fica super guloso!!!



A todos os que visitam este espaço, um Feliz Ano de 2018.


sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Figos Assados com Queijo da Ilha

Se, eu, um dia tiver uma casa com quintal, certamente plantarei uma Figueira!!

O Figo é um fruto maravilhoso, que nasce das figueiras.
Estas, existem por todo o país mas são particularmente abundantes na região do Algarve.

Na terra dos meus pais, nos arredores de Alcoutim, a variedade de figo mais frequente é o figo Lampo. Mas também já existe o figo Pingo de Mel.

Os figos podem ser consumidos frescos ou secos. Mas também se adequam a compotas, bolos e doces. 

São também benéficos para a saúde, nomeadamente como laxantes.

É no entanto, um fruto muito doce e por isso muito calórico. 
Atenção a quem tem alguma restrição alimentar nomeadamente diabéticos ou obesidade.

Qualquer uma das variedades é adequado para esta receita, que fui retirar aqui.

Uma entrada grumete, num dia de férias em família. 




Ingredientes

- Figos Frescos
- Azeite extra virgem
- Vinagre Balsâmico
- Queijo com um sabor forte (usei queijo da Ilha, mas a receita original propõe Gorgonzola))



Passe os figos por água, e seque-os numa folha de papel de cozinha.

Abra os figos ao meio, e coloque-os numa forma de alumínio, ligeiramente untada com azeite.

Regue ligeiramente os frutos com um fiozinho de azeite e umas gotas de vinagre balsâmico.

Coloque as fatias de queijo, cortadas muito finas,  em cima dos figos.



Leve ao forno a uma temperatura média e deixe gratinar.

Sirva assim que retirar do forno.



E as férias estão quase no fim......

Julgava eu que este ano seria diferente, que teria um pouco mais de tempo para me dedicar à minha cozinha virtual, ......, mesmo em férias o ritmo foi sempre acelerado e o tempo sempre pouco para partilhar, com todos os meus amigos, as minhas experiência. 






sábado, 29 de julho de 2017

Ensopado de Frango



Os ensopados são pratos"aconchegantes" quer seja no Inverno, quer seja no verão.

São simples de fazer, apenas utilizamos 1 tacho (ótimo nos períodos de férias) e ficam com um sabor incrível.

Em Portugal, o ensopado de borrego é um dos mais famoso, mas há outros....

Fazer ensopado com frango é uma versão mais light, e mais económica, mas igualmente saborosa.




Ingredientes:
- 1 Frango partido aos bocados
- 4 Colheres de sopa de azeite
- 1 Cebola média
- 4 Dentes de alho 
- 1 Colher de café de colorau
- Sal, pimenta rosa, folha de louro
- 2 ou 3 Tomates pelados, sem sementes e picados
- 1/2 Pimento, cortado em tirinhas
- 1 Raminho de salsa
- 2 Cenouras grandes cortas aos palitos
- 1 Copo de vinho branco
- 1/2 Cubo de caldo concentrado de frango (facultativo)
- Batatas q.b.
- Água q.b.
- Farinha amido de milho, para engrossar o caldo



Num tacho colocar o azeite e juntar o frango. 
Deixar corar e temperar com sal, acrescentar a cebola e o alho picado. 
Acrescentar os outros temperos como a folha de louro, a pimenta rosa, o colorau e um raminho de salsa.
Deixar cozinhar um pouco, acrescentar o tomate picado e o pimento cortado em tiras. 
Juntar as cenouras cortadas em palitos.
Regar com o vinho e deixar cozinhar um pouco.
Quando o frango estiver quase cozinhado acrescentar as batatas e água suficiente para ficar com caldo suficientes.
Quase no final do cozinhado retificar os temperos, usando um pouco de caldo de frango concentrado e juntar o amido de milho para engrossar o molho.



Servir quente, com sopas de pão alentejano e polvilhado com salsa picada.



Related Posts with Thumbnails