domingo, 24 de Agosto de 2014

Entrada de figos, queijo e água mel


Ontem fui aos figos, e como grande apreciadora desta fruta resolvi experimentar uma nova "entrada" para o almoço de domingo.

A ideia original foi encontrada num blog super interessante, e pela quantidade de receitas com figos, de uma grande apreciadora de figos.

Apesar da simplicidade da receita fiz muitas alterações, ou seja substitui o tipo de figos, o tipo de queijo e quase que posso dizer o tipo de mel, uma vez que utilizei um derivado do mel, a Água Mel.

O copo da foto está mesmo cheio de Água Mel, e não de qualquer outra bebida para acompanhar esta iguaria.

As opiniões foram diversas, dos que não gostam de queijo, dos que não gostam da mistura de salgados com doces, dos que apreciaram e estão dispostos a repetir.....




Ingredientes:

-Pão
- Figos 
- Queijo da Ilha (ou queijo azul)
- Água Mel (ou mel de cana)



Cortar o pão na diagonal e levar ao forno, num tabuleiro, alguns minutos a 200 G para tostar.

Retirar e colocar as fatias de queijo da ilha, colocar as rodelas de figos e levar novamente ao forno, na função grill, até começar a derreter o queijo.

Retirar do forno e regar com um fiozinho de água mel.

Servir imediatamente.

Bom apetite!




quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

Courgettes redondas recheadas com carne


As cougettes tiveram origem no continente americano, entre a Guatemala e o México e são consumidas há mais de 10 000 anos. Foram trazidas para a Europa por Cristovão Colombo, e tal como muitos outros alimentos espalharam-se por todo o mundo.

É um fruto de fácil digestão, rico em vitaminas e com poucas calorias, o que a torna muito apetecivel para quem necessita fazer dieta...

A courgette ou abobrinha, como é conhecida no Brasil, tem uma apresentação alongada, semelhante a um pepino, com cerca de 20 cm de comprimento, sem pescoço ou curvaturas e com uma tonalidade verde. 
No entanto, no que diz respeito à cor, já existem no mercado frutos de diversas cores podendo ir de tons amarelados até ao verde médio raiada de tons de verde escuro.

Os frutos maiores podem ter sementes maiores e mais duras, pelo que perdem um pouco o interesse culinário, no entanto aconselho a utilização destas "abobrinhas gigantes" para fazer Compota de courgette.

Mais recentemente descobri as cougettes com formato redondo, e imediatamente apeteceu-me fazer-las recheadas.




Ingredientes:
- 6 Cougettes pequenas
- 500 gr Carne picada
- 1 Cebola média
- 3 Dentes de alho
- Azeite, sal, e pimenta, louro em pó
- Pimentão doce/colorau, 1 ramo de salsa
- 3 Colheres de sopa de polpa de tomate
- Caldo de carne q.b. (facultativo)
- Queijo mozarella ralado


Lavar as cougettes e cortar uma tampa. Com a ajuda de uma colher retirar a polpa.
Picar a polpa da cougette e reservar para juntar ao recheio de carne.

Entretanto, colocar uma panela grande ao lume com água. Quando começar a ferver, passar as courgettes, duas a duas, pela água cerca de 2 ou 3 minutos (escaldar as courgettes para que fiquem pré-cozinhadas).

Retirar da água e colocar a escorrer, assim como as tampinhas.



Num tacho preparar o recheio de carne.
Juntar a carne, o azeite, a cebola e os alhos picadinhos, o sal, a pimenta, o colorau, o louro e deixar cozinhar, em lume brando mexendo de vez em quando.

Acrescentar a polpa de tomate e a polpa da cougette ao refogado.
Deixe apurar. 
Retificar os temperos.



Rechear as cougettes, polvilhar com queijo ralado e levar ao forno para acabar de cozinhar, num pirex.

Neste recipiente pode-se deitar apenas um pouquinho de água e umas "nozes" de margarina, para que não se queimem.

E aqui deixo uma refeição simples e muito apeticível nestes dias de verão.

Bom apetite.


segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

Massada de pato com grâo


No fim de semana, estive em casa dos meus pais que vivem na serra algarvia.

A viver no campo, entretém-se com uma pequena horta e alguma criação de galinhas e patos.

No regresso a casa ,sempre venho com algumas ofertas: carne, ovos, legumes e frutas, tudo bastante mais saudável do que os que compramos nas cidades.

A carne de pato, para quem não conhece, tem um sabor forte e marcante e apesar desta ter um tom escuro é considerada uma carne branca. 

É também uma carne altamente digestiva e com menos calorias do que a de frango (no entanto, é a ave com mais gordura na pele).

Para além da sua riqueza proteica é também rica em vitamina A, B3 e C e em  minerais como o  ferro, selênio e cálcio.

Quando tenho pato faço frequentemente o arroz de pato, e que já publiquei uma receita em 2009. 

Este fim de semana, quis inovar e fazer algo diferente. 



Ingredientes para cozinhar o pato:
- 1 Pato sem pele
- 1 Cebola
- 1 Folha de louro
- 1/2 Malagueta vermelha
- 2 Dentes de alho
- 1 Cravinho da índia
- Sal q.b.
- Água q.b.

Ingredientes para a massada:
- Pato cozinhado e desossado 
- Caldo de cozer o pato (coado) q.b.
- 1 Cebola
- 2 Dentes de alho
- 2 Colheres de sopa de azeite
- 5 Tomates pelados e sem sementes
- 1 Tira de pimento verde
- 1 Frasco de grão-de-bico cozido
- 150 gr de Macarrão
- 1 Ramo de hortelã
- Sal, pimenta, noz-moscada e açúcar q.b.




Cozinhar, de véspera, o pato com todos os ingredientes indicados.
Deixar arrefecer no caldo. 
No dia, desossar o pato e coar o caldo.

Fazer um ligeiro refogado com a cebola e os alhos picados no azeite.
Juntar o tomate picado e a tira de pimentos fatiada e deixar estufar. Temperar com sal, pimenta, noz-moscada e açúcar (atenção à quantidade de sal uma vez que o caldo já foi temperado). 

Juntar a carne de pato já cozinhada e desossada, e o ramo de hortelã. Deixar apurar em lume brando cerca de 10 minutinhos.

Acrescentar o grão escorrido e regar com o caldo.  Quando retomar a fervura juntar o macarrão e deixar cozinhar até ficar "al-dente".

Servir de imediato.

Ficou uma refeição do agrado de todos.

segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

Favo de Mel

A receita de hoje é realizada por centenas de pequeninas criaturas, as ABELHAS.

O mel é utilizado pelo homem desde a antiguidade.

Apesar de ser um alimento de alta qualidade nutricional, e com muitas qualidades terapêuticas, é essencialmente conhecido pelas suas propriedades adoçantes.

O mel, e os derivados do mel, ou outros produtos como a cera poderão ser considerados de uma grande riqueza para o nosso país.

A qualidade e o sabor do mel está muito relacionado com as plantas e as flores que as abelhas tem à sua disposição.

Este fim de semana tive uma oferta magnifica.

Não há sabor igualável ao comer o mel quando ainda está impregnado nos favos.



Na culinária o mel pode ser utilizado em muitas receitas desde salgadas até às doces e muito especialmente na nossa doçaria tradicional.

Desejo, a todos, uma boa semana 


sábado, 9 de Agosto de 2014

Cogumelos recheado com farinheira


Há poucos dias tivemos visitas. 

E, como costumo dizer: É sempre bom ter outras "cobaias" para  além da família.

Quando digo "cobaias" é sempre de forma carinhosa, eu gosto mesmo é de a ter oportunidade de experimentar outras "coisas" diferentes e de as dar a comer....

Entre outros petiscos fiz uns pequenos cogumelos, recheados com farinheira.

Tenho uma outra receita publicada ligeiramente diferente.

Esta vez quem me aconselhou a fazer este delicioso petisco, foi uma colega, e .... ainda bem que fiz!!!!




Ingredientes:
- 2 Embalagens de cogumelos com cerca de 300 gr cada
- 1 Embalagem de queijo fatiado mozarella
- 2 Farinheiras
- Orégãos q.b.
- Folhas de mangericão (decoração)


Lavar bem os cogumelos, cortar os pezinhos, e reservar.

Distribuir rodelinhas de farinheira por todos os cogumelos, moldar, e cobrir com uma fatia  de mozarella (cada fatia pode ser dividida em 4 partes).

Polvilhar  com orégãos.

Ao ir preparando os cogumelos, vão-se colocando num tabuleiro forrado com papel vegetal.



Quando se retiram os cogumelos do forno verificam-se que existe algum caldo no tabuleiro e que o queijo derreteu, envolvendo todo o cogumelo.

Deixar arrefecer um pouco e servir. Se estiver muito quente, não se sentem os sabedores, pelo que deve arrefecer ligeiramente.



Um delicioso petisco!


E, mais uma iguaria, simples e rápida de fazer.





terça-feira, 5 de Agosto de 2014

Pizza no pão

Por vezes apetece fazer uma refeição rápida.
Apetece experimentar algo diferente.
Assim, surgiu a ideia de fazer uma fatia de pão recheada como se fosse uma pizza.


Ingredientes:
- 3 Fatias de pão alentejano
- 1 Dente de alho
- Azeite q.b.
- Polpa de tomate q.b.
- 1 Lata de atum em óleo
- Pimento verde cortado em cubinhos q.b.
- 6 Fatias de queijo mozarella
- Orégãos q.b.


Colocar o pão num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Levar ao forno a torrar ligeiramente.
Retirar do forno e barrar com um dente de alho aberto ao meio.
Regar com um fiozinho de azeite e espalhar polpa de tomate.
Por cima, colocar o atum desfiado e o pimento cortado em bocadinhos.
Colocar as fatias de queijo, orégãos e levar ao forno a gratinar.

Notas:
- O recheio pode ser diverso, como as pizzas.
- Pode ser um jantar ligeiro com uma sopa, uma salada de legumes verdes, e fruta.



sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Batido de Kefir com Banana e Pêssego


Mais uma vez no grupo "Dia Um... Na Cozinha" iremos ter um desfile de deliciosas receitas.

Nesta 15ª edição, tivemos uma proposta "refrescante, nutritiva e saudável, os BATIDOS".

Frutas da época, legumes, sementes, leite, iogurte ou outros produtos lácteos, permitem uma diversidade incrível de receitas de batidos, dependendo muito da criatividade de cada um. 

E, como eu espero ser surpreendida por todos os que irão participar!!!!
Estou, mais uma vez expectante e desejando que chegue o próximo DIA UM.

Nesta receita vou utilizar Leite Kefirado, que é um produto resultante da ação do grão de Kefir no "leite normal", leite de vaca, ou outros (cabra, búfula, etc.). O produto resultante é um leite coalhado com ação probiótica e muito utilizado na região do Cáucaso.

Já é frequente o uso do Kefir em Portugal, no entanto como não é comercializado e tem que ser "passado/cedido" entre os seus utilizadores, continua a ser um produto muitas vezes esquecido....




Ingredientes:

- 3 dl de Leite Kefirado (de 24 horas)
- 1 Banana madura
- 1 Pêssego maduro
- 1 Colher de sobremesa de sementes de linhaça moídas (ou de outras sementes)
- Canela em pó q.b.
- 1 Colher de sobremesa de mel (opcional)
- 2 Pedras de gelo (opcional)

Triturar as frutas com o leite kefirado, ou num processador ou com uma varinha mágica.
Adicionar as sementes de linhaça e o mel (não usei, uma vez que gosto de sentir o sabor do leite kefirado).
Misturar bem, deitar nos copos e polvilhar com canela em pó.

Servir, preferencialmente fresco.

Este é o logótipo para o mês de Agosto do grupo "Dia Um,...Na Cozinha"

E com esta receita, desejo um Bom Verão, com opções saudáveis quer na alimentação quer em outros comportamentos, como a exposição solar, ricos com o mar, com velocidades, ... , entre outras situações!!!

Abraços

sábado, 26 de Julho de 2014

Abóbora assada no forno

No Alentejo uma das abóboras mais utilizadas é a abóbora mogango.

Casca rija, lisa, levemente ondulada e com diferentes tonalidades do amarelo, bege e ligeiros tons esverdeados.
A polpa é alaranjada e com um sabor e aroma adocicados.
Em termos nutricionais apresenta hidratos de carbono, proteínas, pouquíssima gordura, cálcio, sódio, potássio, fósforo, ferro, magnésio, vitamina A, C e E entre outras.

Deve-se incluir regularmente na alimentação, pois pode trazer grandes benefícios para a saúde. 
Interessante nas dietas de emagrecimento, pela sensação de saciedade relativamente a outros legumes. 

É um legume que permite várias utilizações desde salgados a doces: bolos, tortas, compotas, pães, saladas, sopas, purés, guisados, etc.

Hoje trago uma receita de abóbora assada. É um ótimo acompanhamento de carne.




Ingredientes:
- 1 Fatia de abóbora q.b.
- 3 Dentes de alhos picados
- 1 Folha de louro
- 1 Ramo de alecrim
- 1 ramo de salsa
- Folhas de mangericão
- 1/2 Malagueta vermelha
- Sal, pimenta e azeite q.b.



Retirar a casca e as sementes à fatia de abóbora.

Cortar a abóbora aos bocadinhos/fatias e adicionar todos os temperos.

Levar ao forno pré aquecido a 200G.



Receita simples e rápida.

Bom apetite.

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Esparguete com camarão

No verão, e principalmente durante as férias, nem sempre apetecer estar muito tempo na cozinha. 
Estar em família, com amigos, passear, conhecer sítios novos, ir à praia, fazer um percurso pedestre ..., e temos os dias completamente cheios, e com as nossas rotinas completamente alteradas! 

As comidas rápidas e simples são as eleitas para esta época.

O filhote, adolescente, com uma fome devoradora, gostou bastante deste jantar....


Ingredientes:
- Esparguete q.b.
- 250 gr de Miolo de camarão congelado
- Meia embalagem de delícias do mar
- 2 Dentes de alho
- 1 Cebola média
- 3 Colheres de sopa de polpa de tomate
- 3 Colheres de sopa de vinho branco
- Sal, azeite e pimenta rosa em grão

Cozer o esparguete em água, sal e um "fio" de óleo até ficar "Al-dente". Juntar um copo de água fria, para parar a cozedura e escorrer.

Entretanto, fazer um ligeiro refogado com o azeite, a cebola, e os dentes de alho. 
Temperar com sal e pimenta
Acrescentar a polpa de tomate e deixar cozinhar mais um pouco. 
Juntar o vinho e deixar apurar.

A este refogado juntar o camarão. 
Deixar cozinhar cerca de um minuto e retirar do lume. 
Acrescentar os palitos de delícias do mar, partidas em cubos, e envolver o esparguete.


E, rapidamente ficou feito o jantar.
Acompanhar com uma salada de alface.

Bom apetite!!



terça-feira, 1 de Julho de 2014

Empanadilha de Atum

O dia tão esperado para todo este grupo do facebook.
O desafio do mês de Julho é Peixe, qualquer peixe com excepção do bacalhau, porque esse tem que se lhe diga e consta que é como as 1001 noites, ou seja tem 1001 receitas.

Cá em casa todos gostamos muito de peixe, e quanto mais simples mais gostamos....

Isto fez com que andasse às voltas e voltas com as receitas e nunca mais me decidia, ..., até que este fim de semana e já a pensar em férias de verão, saudosa de um Picnic na Serra de S. Mamede ou de uma praia na Costa Alentejana resolvi fazer uma empanadilha, de origem galega. 

As empanadilhas são frequentes em Espanha e em vários países da América Latina. 
O significado está relacionado com "no meio do pão" e a diversidade de recheios é enorme.

Optei por utilizar atum, muito apreciado aqui em casa e a ideia fui buscar a uma revista de 2012 da Magazine (Continente).

É uma refeição simples, que acompanha muito bem com uma salada e um cerveja bem fresquinha.



Ingredientes para a massa: 
- 450 gr de Farinha de trigo
- 100 gr de Margarina 
- 50 ml de Água
- 50 ml de Vinho branco
- 100 ml de Azeite
- 1 Colher de chá de fermento padeiro (granulado)
- 1/2 Colher de chá pimentão-doce
- Pitada de açúcar
- 1 Colher de chá de sal
- 1 Ovo batido (para pincelar)

Ingredientes para o Recheio:
- 3 Latas de atum (cada com cerca de 120 gr peso líquido)
- 1 Lata de anchovas
- 1 Cebola picada
- 2 ou 3 Dentes de alho picados
- 3 Tomates frescos, pelados e sem grainhas
- 5 ou 6 Pedaços de tomate seco em azeite 
- 1/2 Pimento verde
- 1/2 Pimento vermelho
- 1/2 Chávena de salsa picada
- Oregãos
- 2 Ovos cozidos
- Sal e pimenta q.b
- Azeite q.b. 


Comece por colocar a farinha dentro de uma taça.

Abrir um buraco ao meio e misturar o fermento, previamente desfeito em água morna. 

Adicionar todos os restantes ingredientes com excepção do ovo. 

Amasse bem, em cima da bancada até que a massa fique homogénea e não pegue às mãos. 

Formar 1 bola e enrolar numa folha de celofane e deixar descansar cerca de 1 hora.


Entretanto, faça um refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados. Junto o tomate picado e deixe apurar.

Coloque o pimento cortado em cubos, o atum, as anchovas cortadas em bocadinhos, e os restantes ingredientes.

Retire do lume e deixe arrefecer.

Após o tempo de levedação da massa divida esta em 2 partes (uma maior que outra).

Estique a massa, com a ajuda de um rolo e forre um tabuleiro rectangular, previamente untado e  forrado com papel vegetal.



Recheie, espalhando bocados dos ovos, e por cima o recheio já frio.

Polvilhar com um pouco de oregãos e cobrir com uma tampa de massa.

Fechar os bordos e enfeitar com o excesso de massa. Fazer uns furinhos na passa com a ajuda de uma faca, para que saia o ar.

Bata um ovo e pincele a massa com o mesmo.


Leve ao forno a 200 G, durante 35 minutos aproximadamente.

Quando retirar do forno deixe repousar uns minutinhos, para que a temperatura estabilize e a massa fique estaladiça. 

Este é o logotipo de mês de Julho, proposto palas gestoras deste grupo "Dia Um,...na Cozinha"

Desejo a todos os meus visitantes, e principalmente ao todos os elementos do grupo um ótimo mês de Julho.


Related Posts with Thumbnails