domingo, 20 de novembro de 2016

Migas de Tomate com Coentros e Carapaus


Um dia de chuva, passado no aconchego da casa e a cozinhar comida tradicional. 

As migas de pão, são historicamente conhecida como sendo originarias do Alentejo. 
Cozinha simples, mas rica em sabor e imaginação de um povo que era pobre.

A designação de migas, acredito que tem haver com o facto de desfazer o pão em migalhas, utilizando a colher de pau para "migar/desfazer" o pão previamente humedecido em água.

É surpreendente a variedade de migas que surgem na nossa cozinha tradicional. 

O elemento principal é realmente o pão, preferencialmente de véspera, ou seja pão duro. 
Mas as variantes podem ser diversa, com legumes, com ervas aromáticas, com ovos, carne, bacalhau ou outro peixe.


- Cerca de 500 gr de pão tipo alentejano de véspera
- 1 Cebola picada
- 1 dentes de alho
- 3 ou 4 Tomates maduros
- 1 Tira de pimento verde
- 1 Tira de pimento vermelho
- 1 Folha de louro sem o veio
- Sal, pimenta branca q.b
- 1 Ramo de coentros
- 0,5 dl de Azeite
- Água q.b

Acompanhamento
- Carapaus fritos (preferencialmente jaquinzinhos)
- Sal
- Farinha de milho para envolver
- Óleo para fritar


Fazer um ligeiro refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados. 
Juntar o louro, o tomate picado, sem pele nem grainhas, e os pimentos aos cubos.
Temperar com sal e pimenta. Deixar apurar.

Entretanto, partir o pão às fatias e colocar num pirex. Embeber com água morna e "migar" com a Colher de pau.

Juntar o pão, escorrido, ao refogado e envolver bem, de forma a ficar desfeito e ganhar o sabor do refogado.

Antes de terminar junte coentros picados, retifique os temperos e apague o lume.

Não deve ficar com caldo, mas sim uma massa moldável.

Sirva a acompanhar com peixe frito.



Para acompanhar faça uns carapaus fritos.

Depois de arranjados, sem tripas mas com a cabeça, tempere com sal grosso e deixe repousar pelo menos 30 minutos. 
Seque o peixe e passe por farinha de milho.
Frite em óleo quente e escorra-os em papel absorvente.


Bom apetite

sábado, 12 de novembro de 2016

Carne de porco com grão

Quando o tempo começa a arrefecer, quando os dias são mais curtos e passamos a estar mais tempo no conforto da nossa casa, encontramos tempo para regressar, a pouco e pouco à escrita e à partilha de receitas e experiências que vamos fazendo na nossa cozinha. 

Cozinha, que mais uma vez é diferente, uma vez que neste verão mudei novamente de casa, aproximando-me do local de trabalho, aproximando-me do mar e da praia. 

Também existiram alterações grande na família, ..., afinal os filhotes cresceram depressa de mais e já estão os dois fora, à procura do futuro deles.

Agora a cozinha é essencialmente para dois, e tem sido do mais simples possivel.....

Na procura de compensar, o facto da casa estar mais vazia, tenho andado "enfiada" no trabalho como sendo um escape, ..., mas que preciso controlar...., 

Hoje, trago uma das receitas que já fiz nesta nova cozinha.  Uma refeição simples, inspirada aqui, e que me deu vontade de fotografar e de partilhar....



Ingredientes:
- 600 gr de Lombo de porco
- 1 Cebola média
- 2 Dentes de alho
- Azeite q.b.
- 100 gr de Chouriço alentejano
- 100 gr de Bacon
- 1 Folha de louro
- Colorau q.b.
- Grão de pimenta rosa q.b.
- 6 Colheres de sopa de tomate triturado (em lata)
- 1 Cenoura grande
- 1 Colher de sopa de salsa picada
- 1 dl de Vinho branco
- 1 Frasco de grão cozido


Começar por cortar a carne em pequenos pedaços e temperar com um pouco de sal. 
Reservar cerca de 30 minutos.

Refogar a cebola, o alho, e a folha de louro no azeite.

Quando a cebola começar a ficar transparente, juntar o chouriço cortado em rodelas e o bacon às tirinhas.

Deixar fritar ligeiramente e juntar a carne de porco.

Enquanto a carne frita, temperar com colorau e algumas pimentas rosa em grão.


Juntar a cenoura cortada em rodelas e o tomate picado. 

Deixar suar um pouco, em lume brando, com o tacho tapado, para ganhar sabor.

Quando começar a reduzir o molho deitar o vinho e deixar cozinhar lentamente cerca de 15 minutos.

Junte o grão e deixe apurar, em lume brando, mexendo de vez em quando, cerca de mais 20 minutos.



Finalmente rectifique os temperos e polvilhe com salsa picada.

Pode acompanhar com legumes cozidos ou acrescenta um pouco de água e de massa de cotovelo, que fica uma delícia.

Um bom fim de semana

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Javali Estufado com arroz de ervilhas e cenoura - almoço inaugural da nova casa


O tempo passa a correr, e já passaram praticamente 2 meses desde a última publicação.

Durante o período de verão, a cozinha foi entregue mais aos filhos, que aproveitaram as férias para fazer as suas experiências culinárias.

Experiências e aprendizagens, afinal o filho mais novo também já vai sair do ninho, dentro de uma semana. 

O sábado,  foi o dia D, saíram as colocações no ensino superior. É um misto de alegria e preocupações, um sentimento de alivio por saber que ficou no curso que queria, e um sentimento de preocupação por saber que não vai ser fácil.... mas o faz-se caminhando, ...

Este sentimento de "ninho vazio", tem-me deixado um pouco ansiosa, afinal parece que os estou empurrando para fora do ninho, por outro lado sinto saudades de os ter no colo, um medo do mundo enorme que eles tem pela frente, e uma vontade de os ver crescer, como homens e mulheres que podem mudar o mundo .....

Mas, também nós, eu e o meu marido, temos que redefinir a nossa vida, o nosso futuro, o nosso presente.... e assim, durante este período resolvemos mudar de casa, aproximarmos-nos do local de trabalho, arranjar uma casa mais adequada à nova fase da vida: "a fase de voltar a viver a dois."

Agora, na nova casa surge a vontade de voltar à cozinha, explorar o novo espaço, fazer novas comidas e logicamente partilhar tudo nos meus blogues.

Este, foi o primeiro almoço que fiz para a família, foi especial, foi inaugural ... e ficou fantástico.



Ingredientes:

- Cerca de 1 Kg de carne de javali
- 1 Limão grande
- 1 Laranja grande
- Sal q.b.
- 1,5 dl de Azeite
- Sal e pimenta
- 1 Malagueta (facultativo)
- 1 Cebola grande
- 4 ou 5 Dentes de alho
- 1 Folha de louro
- 1 Colher de sopa de colorau
- 3 ou 4 tomates pelados e sem sementes
- 1/2 Cubo de caldo de carne
- 1 Colher de sopa de farinha maisena expresso para engrossar molhos


Partir a carne de javali em bocados grossos, e deixar imerso dentro de água de um dia para o outro, com bastante sal, sumo de laranja e de limão e ainda com as cascas da laranja e do limão.



No outro dia, colocar metade do azeite numa panela de pressão e corar a carne. Ir retirando a carne assim que vai ficando corada.

Este azeite fica muito "apurado" pelo que habitualmente escorro e volto a deitar no tacho novo azeite para cozinhar.

Colocar então a carne na panela de pressão e acrescentar bastante cebola e alho picado, sal e pimenta, uma folha de louro, colorau. Deixar estufar e acrescentar o tomate pelado e partido aos bocados.

Deixar cozinhar na panela tapada cerca de 5 minutos,

Destapar e juntar 1/2 cubo de caldo de carne e 2 dl de vinho branco. Voltar a colocar a pressão e deixar cozinhar cerca de 10 minutos.

Quando terminar a cozedura, deixar apurar o molho com a panela destapada e em fogo lento. Polvilhar a cane e o molho com 1 colher de sopa de farinha maizena para engrossar o molho.


Servir acompanhado de arroz de cenoura e ervilhas, e ainda de uma boa salada de alface.

domingo, 17 de julho de 2016

Picadinho de carne e legumes (petisco rápido para o final de tarde)


O tempo está muito quente e apetece praia, apetece comidas rápidas à laia de petiscos, apetece não estar muito tempo na cozinha, mas ao mesmo tempo apetece uma comida que reúna a família em convívio, aproveitando as férias dos filhos.

E foi assim que surgiu este picadinho de carne e de legumes.

Fez-se muito rapidamente e ficou delicioso.



Ingredientes:
- Cerca de 600 gr de carne de porco picada
- 1 Courgette
- 1 Tomate grande bem maduro
- 1 Lata de cogumelos laminados
- 1 Raminho de salsa picada
- Batatas q.b.
- 1/2 Cebola picada
- 1 Dente de alho picado
- Sal, pimenta q.b
- Louro em pó e colorau q.b
- 2 Colheres de sopa de azeite
- Óleo para fritar as batatas



Picar a cebola e o dente de alho.
Refogar ligeiramente no azeite e juntar a carne picada. 
Manter o lume forte e mexer sempre para cozinhar a carne rapidamente e para que fique solta.
Temperar com o sal, pimenta, colorau e louro.
Deixe cozinhar.

Junte o tomate pelado, sem sementes e picado. 
Deixe suar, e junte a courgette cortada em cubos e os cogumelos laminados.
Pode reduzir o lume e deixar os legumes cozinhar,

Entretanto, prepare as batatas para fritar cortando aos cubos ligeiramente pequenos.
Frite e tempere de sal.


Quando a carne estiver bem cozinhada, retificar os temperos, acrescentar as batatas fritas e a salsa picada.
Envolver tudo muito bem, e está pronto a servir acompanhado de pão alentejano e uma bebida bem fresquinha.

domingo, 3 de julho de 2016

Bola com sobras de frango assado no forno


Na minha casa nunca se desperdiça comida. Pode ser sempre um complemento de outra refeição, ir na “marmita” para o meu almoço, ou transformar-se numa outra iguaria.

Foi o que aconteceu a este frango assado no forno que se transformou numa bola e que apareceu, no dia seguinte,  a abrilhantar a mesa do pequeno almoço e o sorriso da família.

A receita é muito simples, e a sugestão foi do Chefe Ermida.



Ingredientes:
150g de farinha de trigo
1 colher (sobremesa) rasa de fermento em pó
3 ovos médios
1dl de óleo
1,5 dl de leite
150 gr de queijo da ilha ralado (usei apenas 120 gr)
300g de sobras de frango assado, limpo de pele e ossos (tinha apenas cerca de 250 gr)
Salsa picada
Sal e pimenta q.b


Ligar o forno a 180 G e forrar com papel vegetal uma forma de bolo inglês.
Limpar o frango de peles e ossos. Cortar o frango em pequenos cubos.
Numa tigela misturar a farinha com o fermento, juntar os ovos, o óleo e o leite e bater bem até ficar uma mistura homogénea.
Juntar o queijo, o frango e a salsa.
Temperar com sal e pimenta, se possível acabada de moer.
Despejar a massa na forma e levar ao forno, que já deve estar previamente aquecido, cerca de 40 minutos.




Pode servir morno ou frio ao pequeno almoço, numa refeição ligeira com um bom prato de sopa, para um piquenique, para o lanche da praia …...

Arrisquem!! Vão certamente gostar e repetir.

A bolsa do telemóvel foi também um dos trabalhinhos que há pouco dias ;)

Bom domingo


sábado, 9 de abril de 2016

Granola com Banana e Xarope de Acer

O pequeno almoço é essencial para começar bem o dia.

Ajuda a obter mais energia, a ter boa disposição, a ter vontade de trabalhar e aprende....

São muitas as opções saudáveis, e esta receita é apenas uma sugestão para diversificar a refeição que preferencialmente deve ser realizada em casa, e em família.



Ingredientes:
- 200 gr de Flocos de aveia
- 100 gr de Flocos de trigo
- 100 gr de Flocos de centeio
- 100 gr de Passas de uva demolhadas em água quente
- 50 gr de Amêndoas
- 50 gr de Nozes
- 50 gr de Mistura de sementes (comprei no Aldi- inclui sementes de girassol, abóbora e pinhões)
- 1 Colher de chá de canela
- 2 Colheres de sopa de sementes de sésamo
- 1 Banana grande
- 1 Colher de café de Flor de sal
- 2 Colheres de sopa de óleo
- 1 Colher de sopa de mel bem cheia
- 2 Colheres de sopa de Xarope de Acer



Numa taça misturar os flocos, os frutos secos, as passas, as sementes e a canela.

Na liquidificadora colocar a banana, o óleo, o mel e o xarope de Acer. 
Triturar tudo.


Misturar os ingredientes secos com a banana amassada e deixar que todos os ingredientes adquiram a humidade.

Espalhar esta massa num tabuleiro forrado com papel vegetal e salpicar com Flor de sal.

Levar ao forno pré-aquecido a 120 G cerca de 45 minutos, mexendo de 10 em 10 minutos até a granola ficar dourada.



Deixar arrefecer e guardar num frasco hermético.

Bom fim de semana

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Strogonoff de soja

- Quem é que já franziu o sobrolho à comida vegetariana? 
..........Quem? Eu?
- Quem é que diz que "é de boa boca" e depois quando surge um prato diferente, recusa ...? 
..........Quem? Eu?
- Quem é que diz que afinal comida vegetariana é mais uma mania de alguns, sem qualquer fundamento?
.......... Quem? Eu?

Pois é!! 
provavelmente muitos de nós já nos deparamos com algumas destas pessoas, que sempre  encontram defeitos para colocar à comida vegetariana e afinal dificilmente sabem do que se fala, e até dificilmente reconhecem que o fazem....

Aqui em casa, há preferências, mas há essencialmente a consciência que poderemos fazer uma alimentação diversificada e que deveremos ter bom censo relativamente há alimentação.

Assim, vamos fazendo as nossas refeições com muita diversificação e muita alegria.

Hoje, e porque é dia Mundial da Saúde dedicado ao tema da Diabetes e porque a alimentação é também um dos fatores que mais condiciona o aumento da diabetes na nossa sociedade, optei por trazer uma refeição vegetariana.




Ingredientes:
- 2 Chávenas de soja texturizada grossa
- 1 Cebola
- 3 Dentes de alho
- 1 ou 2 Tomates picados
- 1 Colher de sopa de vinagre de sidra
- 1/2 Pacote de natas de soja
- 300 gr de Cogumelos de Paris frescos
- 1 Raminho de salsa picada
- Sal e pimenta q.b.
- Azeite q.b.


Hidratar a soja em água cerca de 20 a 30 minutos.

Refogar a cebola com os dentes de alho e o azeite.
Juntar a soja, e deixar e refogar ligeiramente.
Refrescar com o vinagre e temperar com sal e pimenta.



Acrescentar "golinhos" de água à soja, e deixar cozinhar lentamente para ganhar o sabor dos outros ingredientes.

Acrescentar os óregãos, a salsa picada, o tomate picado, e os cogumelos laminados. 

Manter em lume brando até que todos os ingredientes fiquem bem cozinhados.

Por fim, regar com as natas de soja  e deixar apurar.

Servir com arroz branco.


domingo, 3 de abril de 2016

Pão de Muesli sem amassar

Em casa de meus avós sempre se fez pão. 
Delicioso pão caseiro em forno de lenha.

O maravilhoso cheiro do pão acabado de fazer continua a fazer-me sonhar. 
Umas vezes amassando à mão, outras vezes usando a MFP (que presentemente se encontra avariada e provavelmente morta), sempre fiz muito pão em minha casa, mesmo sem forno de lenha.

Continuo à procura de formas simples de fazer o meu próprio pão, de receitas que me agradem e façam a minha família e amigos felizes. 

A receita de hoje, não é nova e provavelmente não é inovadora, mas vale a pena experimentar.




Ingredientes:
- 450 gr de Farinha de trigo tipo 55
- 150 gr de Muesli de compra
- Enriqueci com mais 1 colher de sopa de passas, mais 1 colher de sopa de sementes de girassol e mais 1 de Linhaça triturada, e 4 ou 5 nozes picadas
- 1 Colher de café de sal marinho
- 1 Colher de sopa de fermipan (mal cheia)
- 5 dl de Água
- Farinha de trigo ou milho para polvilhar a massa q.b.


Diluir o fermento na água tépida. 
Numa tigela, juntar todos os ingredientes secos e depois a agua com o fermento.
Misturar, sem ser necessário bater.


Colocar a tigela dentro de um saco de plástico e fechar. 
Deixar repousar durante a noite (várias horas).


Aquecer o forno e colocar lá dentro uma panela com tampa (de inox ou barro) ou um pirex .
Descolar a massa da tigela com a ajuda de uma espátula e bastante farinha, que pode ser de trigo ou de milho. 
Deitar a massa na panela quente e tapar. 
Levar ao forno a 225 G e deixar cozer cerca de 30 minutos. 
Destapar e deixar cozer mais uns 30 minutos.
Assim que ficar cozido retirar da forma.
Cuidado com o tacho que está muito quente.....


Desejo um bom Domingo, com este delicioso pão, bastante estaladiço e que teve dos amigos o reconhecimento  e o baptismo de "belinha bread" :)


sexta-feira, 25 de março de 2016

Caril de Bacalhau

Durante este período da quaresma, em casa dos meus pais e principalmente dos meus avós, era tempo de jejum e abstinência de carne, principalmente à 6ª feira.

Aqui em casa, estes princípios, infelizmente, foram-se perdendo, ....

No entanto, 6ª Feira Santa continua a ser respeitada como um dia diferente, com um significado religioso que não deve ser esquecido e que procuro transmitir aos meus filhos.

Assim, hoje foi dia de procurar outras ementas, deliciosas, e simples, porque afinal, hoje é feriado e o tempo deve ser aproveitado para estar com a família. 

A receita original fui descobri-la em "Grafe e Faca", uma delícia....



Ingredientes:
- 4 Postas de bacalhau altas, mas não precisam ser muito grandes
- 1/2 Kg de Tomate em pedaços (usei polpa de tomate caseira que faço durante o verão e que congelo)
- 2 Cebolas médias
- 3 Dentes de alho
- 200 ml de Leite de coco
- 2 Colheres de sopa de caril
- 1 Colher de chá de açafrão
- 2 Folhas de louro
- 1/2 Colher de café de açúcar
- Folhas de hortelã
- Piripiri q.b.
- Azeite q.b.
- Sal e pimenta q.b.
- Água de cozer o bacalhau q.b.


Num tacho, fazer um refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados. Acrescente as folhas de louro e o piripiri, deixe que a cebola fique translúcida. 

Junte o tomate e deixe apurar acrescentado a água do bacalhau (polvilhe com um pouco de açúcar para cortar a acidez do tomate.


Numa outra taça, misture o leite de coco com o caril, o açafrão e aromatize com algumas folhas de hortelã.

Envolva este molho e o bacalhau cozido, lascado, e sem espinhas no refogado. 


Deixe cozinhar cerca de 2 minutos e rectifique os temperos de sal e pimenta.

Sirva acompanhado de arroz branco.


Não sendo uma tradição de Páscoa foi um belo almoço com sabores portugueses e orientais.

Uma Páscoa feliz para todos os meus visitantes.

domingo, 13 de março de 2016

Tarteletes de Atum e Legumes

Esta semana fiz umas tarteletes de atum e legumes para o filhote levar para o lanche.

As tartes e as quiches são ótimas para fazer refeições ligeiras. 
Os recheios podem ser diversos, raramente sigo receitas, procuro ideias e ...depois.... é o que há no frigorífico, sempre com uma base de muitos legumes.

Quanto à massa, ..... essa é antiga aqui no blog e utilizo normalmente para fazer tartes salgadas/quiches, como esta.... aqui e aqui



Ingredientes da massa:
- 125 gr de Farinha integral
- 125 gr de Farinha de trigo T55
- 12 Colheres de sopa de azeite
- 12 Colheres de sopa de água
- 1 Colher de sopa de fermento granulado (Fermipan)
- 1 Colher de sobremesa de sementes de linhaça castanhas
- 1 Colher de sobremesa de sementes de sésamo
- 1 Colher de café (mal cheia de) sal
- Azeite para untar as formas



Ingredientes para o recheio:
- 1 Alho francês (parte branca)
- 1 Courgette
- 2 Latas de atum em óleo (ou natural)
- 2 Colheres de sopa de azeite
- 2 dl de "Natas" de soja
- 2 Ovos
- Sal e pimenta q.b
- Sementes de sésamo para polvilhar


Numa taça juntar as farinhas o fermento granulado e as sementes.
Num copo bater a água, o azeite e o sal com um garfo, até ficar tudo bem emulsionado.
Juntar os líquidos com os secos e misturar.
Não é preciso bater a massa, basta ficar  misturada. 
Dividir a massa em 8 bocados e forrar as formas que foram previamente untadas com azeite.


Numa frigideira colocar o azeite e juntar o alho francês, cortado em juliana.
Juntar as courgetes cortadas em cubos pequenos, temperar com um pouqinho de sal, e tapar para que estufem no próprio líquido.
Juntar o atum bem escorrido e envolver tudo.
Por fim acrescentar as "natas" de soja e retirar do lume.
Juntar os 2 ovos batidos com mais um pouquinho de sal e a pimenta.
Distribuir pelas formas de tarteletes e polvilhar com as sementes de sésamo.

Levar ao forno previamente aquecido a 180G. 
Retirar quando estiverem doiradinha.



Umas tarteletes simples, saborosas... e a fugir do lanche tradicional de pão com...

Desejo um bom domingo a todos os meus visitantes

Related Posts with Thumbnails