segunda-feira, 4 de maio de 2020

Pão Caseiro

Parte da minha infância passei na terra dos meus pais, próximo de Alcoutim.

Recordo a azáfama dos dias em que fazíamos pão, na casa da minha avó. Acordava-se muito cedo para amassar, para tratar do forno a lenha, para tender o pão, para o cozer.... Lembro-me de se fazer farinha torrada, para os caldos do pequeno almoço, de se fazer bolos de massa de pão, de se assar batatas doces, de se fazer as costas, e ainda com a massa do pão também se faziam pequenos bolinhos fritos que se passavam por açúcar e canela, como se fosse a massa frita que se vende nas feiras, a minha versão são as argolas doces de pão ....

Lembro-me da minha avó nos deixar, a mim e ao meu irmão, tender um pequeno pão, que ficava muito, muito amassado....

O pão amassava-se em grandes alguidares de barro. Havia todo um ritual desde preparar o fermento, com a massa que ficava da cozedura anterior, o crescente (massa mãe ou massa velha), aos tabuleiros de madeira, às tolhas brancas que se utilizava para separa o pão quando este era tendido, à preparação do forno....

Como não havia padeiros, este ritual era repetido semanalmente ou quinzenalmente. O Pão, mesmo duro não se estragava, não ganhava bolor, e com este pão fazíamos diversas comidas, migas, açorda, sopas de pão, etc.

Sempre fiz pão em minha casa, e aqui no blog podem encontrar várias receitas, algumas com a MFP (já vou na segunda máquina) outras amassadas à mão e cozidas no forno.

Tenho estado um pouco afastada das publicações no blog, mas já que estamos em época de PÃODEMIA, como diz a Filipa Gomes, venho mostrar-vos alguns dos meus pãezinhos, mais recentes, feitos em casa.

A receita do Pão Artesanal em 5 minutos (Artisan Bread Five Minuts a Day) é frequente na minha cozinha, por ser muito prático e não precisar de ser amassado.

Aqui ficam algumas sugestões, que faço com a mesma massa:



Ingredientes:

- 500 gr de Farinha de Trigo tipo 65
- 350 ml de Água morna 
- 1 Colher de sopa de sal fino
- 1 Colher de sopa de fermento granulado

Pode fazer vários tipos de pão se utilizar farinha Integral, farinha de Centeio, farinha Espelta,... basta substituir 150 ou 200 gramas da farinha de trigo tipo 65 por outra farinha à escolha.

Pode ainda enriquecer o pão com sementes de linhaça, sementes de sésamo, gérmen de trigo, etc.

Num recipiente de plástico, que tenha tampa, juntar todos as farinhas e o fermento, diluir o sal na água morna e misturar tudo com uma colher de pau.



Tapar a massa com folha celofane e fechar a caixa com a tampa. deixar descansar cerca de 2 horas, ou mais, em lugar protegido do frio, mas à temperatura ambiente.

Findo esse tempo podemos optar por guardar a massa no frigorífico, para cozer noutra altura ou tender o pão e colocar no tabuleiro forrado com papel vegetal ou com folha de silicone, previamente polvilhado com farinha (habitualmente uso farinha de milho).
Deixar o pão "fintar" mais um pouco tapado com um pano e polvilhado com farinha.



Entretanto, pré-aqueça o forno, a 200 G e coloque no fundo um tacho com água quente para fazer vapor de água, e a crosta do pão ficar mais estaladiça.

Antes de colocar o pão no forno fazer uns cortes na massa, para que esta abra durante a cozedura.



Deixar cozer cerca de 30 minutos ou até o pão estar  bem cozido.

Deliciem-se com pão acabadinho de fazer, seja Integral, de Centeio, com farinha Espelta, com chouriço....


Experimentem, façam o vosso pão caseiro.... 


Sem comentários:

Publicar um comentário

Obrigado pela visita.
Os seus comentários são sempre benvindos.
Volte sempre.
Beijinhos da Belocas

Related Posts with Thumbnails