domingo, 22 de setembro de 2013

Beringela recheada com arroz e umas pataniscas de bacalhau


A beringela não é um fruto que utilize muito na minha cozinha. No entanto, todos gostamos. 

Talvez esteja a faltar alguma criatividade ...............

Hoje resolvi fazer uma refeição que apesar de simples surpreendeu pela apresentação e pela surpresa.



Ingredientes:

- 3 Beringelas pequenas
- Sal e pimeta q.b.
- 1 Cebola média
- 1 Dente de alho
- 1 Folha de louro
- 3 Colheres de sopa de azeite
- 1/2 Lata de tomate pelado e um pouco de  caldo
- 1/2 Pimento verde
- 1 Ramo de salsa
- 80 gr de Arroz (medir em chávena)
- 1 Chávena  de água quente(igual á do arroz)
- 2 dl de Caldo de carne (2 dl de água quente com meio caldo de carne/frango diluído)


Lavar bem as beringelas e cortar o pedúnculo.
Abrir ao meio e escavar um pouco o miolo.
Polvilhe-as com sal e deixe descansar cerca de 30 minutos.

Picar a polpa da beringela e leva-la a refogar no azeite com a cebola e o alho.
Quando quebrar juntar o pimento picadinho, o tomate desfeito e o ramo de salsa.

Junte o arroz, envolva bem no refogado e regue com a água quente.

Deixe cozinhar cerca de 5 minutos e desligue o fogão. O arroz deve estar bem misturado no molho. Deixe repousar cerca de 10 minutos.

Entretanto, passe as beringelas por água para tirar o excesso de sal.

Colocar numa travessa de ir ao forno e rechear os "barquinhos" com o arroz.

Regue com o caldo de carne. Tape a travessa com papel de alumínio e leve ao forno quente cerca de 40 minutos.

Servir quente como acompanhamento de uma pataniscas de bacalhau.



Esta receita tem inspiração egípcia e descobri-a numa revista de "Receitas de Sucesso" de 2003. Fiz algumas alterações. 

Uma boa semana para todos os meus visitantes.



Pataniscas de Bacalhau com Poejos


A receita é de pataniscas mas parecem mais bolinhos de bacalhau :)

São simples de fazer e ficaram com um sabor especial devido aos poejos.

Como sobremesa, uns biscoitos deliciosos.



Ingredientes:
- 1 Posta média de bacalhau
- 1 Ovo
- 75 ml de Cerveja gelada
- 1/2 Cebola picada
- 2 Colheres de sopa de poejos picados
- 1 Dente de alho picado
- 50 ml de Caldo de cozer o bacalhau (metade água/metade leite)
- 80 gr de Farinha
- 1 Colher de sopa de azeite
- Sal, pimenta e noz moscada
- Óleo q.b. para fritar

Cozer o bacalhau numa mistura de água e leite (1 chávena de chá de leite e outra de água).
Depois de cozido, deixar arrefecer e desfiar em lascas pequenas.

Picar muito bem os poejos, a cebola e o alho.

Numa tigela colocar o ovo, o caldo de cozer o bacalhau, o azeite, e bater bem, com a vara de arames, até fazer espuma. Juntar a misturar de cebola, alho e poejos picados.

Por fim acrescentar o bacalhau.

Envolver a farinha e finalmente a cerveja geladinha.

Temperar de sal, pimenta e noz moscada. Deixar a massa descansar, no frigorífico, 10 a 15 minutos.

Para fritar as pataniscas, colocar óleo numa frigideira funda e deixar aquecer. 
Deitar colheradas de massa e deixar fritar tendo o cuidado de as virar para ficarem com uma cor doiradinha e  uniforme.

A temperatura do óleo é muito importante, porque se não estiver bem quente a massa absorve gordura, se estiver muito quente ganham rapidamente cor e não cozem por dentro.

Atenção ao sal porque o bacalhau já tem sal.

E para teminar este petisco....

Um cafézinho com uns biscoitos de chocolate. 

A receita está publicada no Iguarias P'ra Gulosos


Uma boa semana para todos os meus visitantes.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Fatias de Atum

Há poucos dias vi umas receitas de "tartes" de legumes, de atum e ainda de sardinhas na "net".

Apesar de não ter feito nenhum registo, elas não saíram da minha cabeça, ..., por serem tão simples e práticas.

Assim, resolvi fazer uma "tarte" com base no que me recordava .... e, adaptando aos paladares cá de casa.




Ingredientes:

- 3 Ovos
- 2 Colheres de sopa de farinha de trigo integral
- 2 Colheres de sopa de flocos de aveia 
- 1 Colher de sobremesa de oregãos
- 1 Iogurte natural
- Sal e pimenta q.b.
- 2 Latas de atum 
- 1/2 Lata de cogumelos
- 1 Colher de sobremesa de fermento em pó

Juntar a farinha de trigo integral com os flocos de aveia e os oregãos.
Misturar o iogurte e as gemas.
Temperar com sal e pimenta, bater bem.
Acrescentar o atum escorrido, e voltar a bater.
Bater as claras em castelo com uma pitadinha de sal e com o fermento. 
Envolver na massa.


Deitar a massa num tabuleiro pequeno, previamente untado com óleo e polvilhado com farinha (colocar papel vegetal no fundo).
Enfeitar com tomate em rodelas e cogumelos picados grosseiramente.
Polvilhar com um pouquinho de oregãos.



Levar ao forno pré aquecido a 180 G , cerca de 25 minutos, ou até estar douradinho e o palito sair seco.
Acompanhar com salada de alface.



É uma receita para repetir, é super rápida e muito agradável.

domingo, 15 de setembro de 2013

Sopa de Peixe com Poejos

Os dias correm, e nem sempre há tempo para fazer tudo o que queremos. 

Chegar a casa, mais tarde do que é esperado, e não ter jantar é um grande stress.... no entanto, acontece com frequência aqui em casa... isto é, o chegar tarde, porque normalmente deixo o jantar quase concluído.

Esta semana tive um destes dias em que não havia nada previsto. 

A hora do jantar é sagrada. Não convêm ser noite fora, e por isso tive que fazer algo bem rapidinho....

Resolvi fazer uma sopa de peixe bem aromática e super rápida. 
Foi prato único. 



Ingredientes:

- 1 Embalagem de pescada congelada cortada em postas (800 gr)
- 100 gr de Miolo de ameijoa congelado (aproximadamente)
- Massa cotovelo pequena q.b.
- 1 Lata de tomate
- 1 Chávena almoçadeira de ervilhas congeladas
- 1/2 Pimento vermelho
- 1 Folha de louro
- 1 Cebola grande
- 3 Dentes de alho
- Azeite q.b.
- Coentros e poejos q.b.
- Piripiri (facultativo)
- Caldo concentrado de peixe q.b.

Cozer a pescada em água e sal. 
Depois de cozida limpar de peles e espinhas.
Coar a água e reservar.

Fazer um refogado com a cebola, os alhos picados e o azeite. Juntar a folha de louro, o tomate picado e o pimento ás tirinhas.
Deixar apurar. Juntar as ervilhas e um pouquinho do caldo de cozer o peixe.
Quando as ervilhas estiverem quase cozidas acrescentar as ervas aromáticas picadas e o miolo de ameijoas.
Entretanto, para adiantar, e não perder muito tempo, colocar a massa a cozer, num outro tacho, com um pouco de água de cozer o peixe.

Quando o preparado de tomate estiver quase pronto juntar a massa (que ainda não estava totalmente cozida), o peixe e a água suficiente para fazer a sopa. 

Retificar os temperos, e juntar um pouco de concentrado de caldo de peixe e piripiri.
No momento de servir voltar a polvilhar com mais coentros e poejos picados. 

Os poejos são da minha "horta de ervas aromáticas", em vasos.


Estão lindos!....



terça-feira, 3 de setembro de 2013

Arroz de pombos bravos

Ofereceram-me uns pombinhos bravos, já arranjados e prontos para cozinhar.

Não é habitual cozinhar caça, até porque não sou muito adepta deste tipo de atividades. No entanto, reconheço que esta carne tem outro sabor.

Resolvi fazer um arroz de pombo, como se faz aqui no Alentejo, simples e com os aromas da terra.
Ficou bem "malandrinho", uma delícia.



Ingredientes:
- 2 Colheres de sopa de banha 
- 4 ou 5 Colheres de sopa de azeite
- 4 Pombos bravos
- 350 gr de Arroz
- 1 Folha de louro, grande
- 1 Cebola média
- 2 ou 3 Dentes de alho
- 0,5 dl de Vinho branco
- Sal, pimenta, q.b.
- 1 Haste de hortelã

Na panela de pressão, colocar o azeite e a banha. Juntar os pombos, partidos em 4 partes e temperar com sal, pimenta e a folha de louro. Deixar estufar um pouco. Junte a cebola e os alhos picados, envolva e deixe apurar. 

Refresque com um pouco de vinho branco e deixe cozinhar, com pressão, cerca de 5 minutos (senão utilizar a panela de pressão tem que cozinhar lentamente e acrescentar de vez em quando uns golinhos de água).

Após retirar a pressão, verifique se os pombos já estão tenros. Se assim for, retire-os do caldo e deixe-os arrefecer para desfiar a carne, retirando todos os ossos.

Entretanto, acrescente água ao caldo, retifique os temperos, e quando ferver acrescente o arroz (3 vezes o volume do arroz).

Quando o arroz estiver quase cozido,envolva a carne dos pombos desfiada.

Sirva aromatizado e decorado com hortelã.

Bom apetite............


Related Posts with Thumbnails