domingo, 31 de outubro de 2010

Peitinhos de Frango estufados com Legumes

Esta receitinha foi realizada rapidamente para participar no passatempo Alquimia de Ingredientes do Blog Eu Mulher.

Os Ingredientes escolhidos por Isabel do Blog "O Sítio das Delícias" são Castanha e ou Maçã.

Em Portugal, utiliza-se muito a castanha, nesta altura do Outono, principalmente assadas.

Mas, como a foto do "alquimia de Ingredientes sugeria a castanha caju" não resisti a fazer uma experiência.




Ingredientes:
- 3 Peitinhos de frango
- 1 Pimento verde
- 1 Pimento vermelho
- 1 Pimento amarelo
- 200 gr de Cogumelos
- 1 Courgete pequena
- 1 Beringela pequena
- 1 Cebola média
- 3 Dentes de alho
- 60 gr de Castanha caju frita com sal
- Azeite, sal e pimenta q.b

Cortar os peitinhos de frango em tiras e temperar com sal, pimenta e alho picadinho. Reservar.

Preparar os legumes:

1. Lavar bem e tirar alguma pele. Cortar a beringela em fatias no sentido do comprimento e salpicar de sal. Deixar repousar cerca de 30 minutos. Passar por água e cortar em tirar finas.

2. Fatiar a courgette e fazer tiras finas. Não tirar a pele toda.

3. Arranjar os cogumelos e fazer fatiados.

4. Limpar os pimentos do pedúnculo e das sementes e cortar às tiras.

5. Cortar a cebola em rodelas bem fininhas.

No WoK, colocar o azeite e saltear a carne. Juntar a cebola e deixar estufar ligeiramente.
Em seguida, juntar a beringela e a courgette. Deixar estufar mais 3 ou 4 minutos.
Acrescentar os cogumelos e os pimentos.

Ganha um pouco de água, que evapora enquanto apura.

Já no fim, acrescentar as castanhas caju (praticamente no momento de servir para ficarem durinhas).

Envolver tudo e acompanhar com esparguete ou outra massa, a gosto.

Atenção ao sal porque o caju é frito e com sal.

***

Este é o selinho do passatempo "Alquimia de Ingredientes"


Espero que gostem desta sugestão que se faz muito rapidamente, apesar de nem todas as pessoas apreciarem o sabor forte dos pimentos.

O caju surpreendeu-me por ligar muito bem com o frango.


sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Salmão Grelhado

Um almoço saudável.

O salmão é um óptimo peixe, de cor rosada e um sabor característico.

Destaca-se por ser um peixe rico em ácidos gordos ómega 3.


Esta gordura é particularmente benéfica para o sistema cardiovascular, mas também para as capacidades cognitivas das crianças, para a visão, entre outros benefícios.

Os regimes alimentares pobres nesta gordura aumentam o risco de ocorrências de determinadas patologias: tromboses, ateroesclerose, algumas doenças cardíacas, assim como a diminuição da visão, as dificuldades de aprendizagem, ...

O risco de excesso de omega 3, apesar de poder acontecer, em consumidores de suplementos alimentares à base de óleo de fígado de peixes, é bastante raro.

Esta gordura encontra-se para além do salmão, no arenque, sável, chicharro, congro, sardinha, enguia, ..., e ainda em alguns produtos hortícolas como os bróculos e os espinafres, entre outros.

O salmão pode ser cozinhado de várias formas, mas aquela que eu mais gosto é assim grelhado.




Ingredientes:

- 1 posta de salmão por pessoa
- Azeite e Sal qb

Temperar o peixe ,de sal, cerca de 1 hora antes de grelhar.
Aquecer bem a grelha eléctrica (uso grelhador de resistência), e untar ligeiramente o peixe com azeite.
Este método permite que o peixe não fique seco, não queime, não se escangalha todo ao virar, não adere à grelha.

Acompanhamento:

Feijão verde (ou outro legume) cozido em água e sal;
Batatas cozidas com pele e descascadas;
Salada de tomate com pepino e pimentos assados.

sábado, 23 de outubro de 2010

Pudim de Peixe

Os meus cunhados ofereceram-me as minhas primeiras formas de silicone.

Agora é só experimentar receitas e ver como sai.

A primeira utilização foi para fazer um almoço rápido.

Tinha que deixar feito de véspera, porque quase toda a família vem almoçar a casa.

Viver na província dá-nos deste privilégios.

Assim foi só improvisar....




Ingredientes:
- 4 Batatas médias cozidas
- 1 Cenoura cozida
- 1 Chávena de ervilhas cozidas
- 3 Medalhões de pescada cozidos
- 6 Palitos de delícias do mar
- 40 gr de Margarina
- 3 Ovos
- Sal, pimenta e noz moscada q.b., para temperar



Cozer as batatas e as cenouras.
Cozer as ervilhas (usei congeladas).
Cozer a pescada.

Entretanto, cortar as delícias em rodinhas.
Bater os ovos com o sal, a pimenta e a noz moscada (atenção ao sal porque todos os ingredientes foram cozidos com sal).

Depois de todos os ingredientes cozidos, migar as batatas e o peixe com um garfo, juntar as ervilhas, as delícias e as cenouras cortadas em rodelas.

Por fim juntar a margarina derretida e os ovos batidos.

Deitar na forma, previamente untada com margarina.

Colocar a forma de silicone dentro de um tabuleiro, para não se desmanchar, e levar a forno moderado (170G) até ficar cozido e douradinho por cima.

Tal como nos bolos fiz o teste do palito.



Foi uma maravilha para desenformar, ficou clarinho mas bem cozido.

Acompanhar com uma boa salada de alface, ou outros legumes a gosto.

Aqui estão as minhas formas, à espera de novas oportunidades para me deliciarem.

Bom apetite.









quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Açorda de coentros com pimento

A Açorda Alentejana é uma sopa típica desta região e pode assumir algumas variações de acordo com a zona onde é confeccionada.

Basicamente é uma sopa muito simples, que não é cozinhada, utilizando alho, azeite, coentros ou poejos, pão preferencialmente duro e água em ebulição.

Segundo consta as açordas são uma herança do povo Árabe, que passou aqui pela Península Ibérica. Daí este tipo de sopa se utilizar mais na zona sul do País.

A açorda pode-se comer simples, sendo um prato reconfortante nos dias frios de inverno. Mas, também pode ser acompanhada por peixe (cozido, frito, grelhado), bacalhau e ovo (escalfado ou cozido).

Nesta açorda introduzi o pimento porque tinha poucos coentros, e ficou uma maravilha.

Aproveito para participar no Festival das Sopas, promovido pelo Blog de Delícias e Companhia e relembrar que dia 16 de Outubro comemora-se o Dia Internacional da Alimentação e do Pão.


Ingredientes:

- 1 Dente de alho, por pessoa

- 1/4 de Pimento verde (1 tira)

- 1 Ramo de coentros

- Azeite e sal qb

- Água em ebulição

- 1 Medalhão de Pescada cozida, por pessoa

- 1 Ovo escalfado, por pessoa

Lavar muito bem os coentros e picar grosseiramente para um taça funda. Cortar a tira de pimento em fatias fininhas e juntar aos coentros. Acrescentar o sal e os dentes de alho.

Pisar tudo muito bem com o pilão (peça com forma semi-esférica que se utiliza para moer, os produtos dentro do almofariz).

Por fim, depois de tudo bem moído juntar azeite a gosto.

Entretanto, cozer o peixe em água e sal (pode-se aproveitar parte desta água para juntar à açorda, mas atenção que a açorda já tem sal).

Escalfar os ovos em água a ferver (é um método de cozer os ovos em água em ebulição, cerca de 3 minutos, para que a clara fique cozida e a gema crua).

Quando a clara já está com aspecto de cozida e a gema ainda mole, deve-se retirar o ovo da água quente, com a ajuda de uma espumadeira, e colocar numa taça com água fria (pode ter gelo) para parar a cozedura. Retirar para um prato e reservar até ao momento de servir.

Finalmente, deitar em cima do azeite a água em ebulição. Rectificar o sal e introduzir as fatias finas de bom pão Alentejano, preferencialmente com 1 ou 2 dias (boa maneira de aproveitar pão duro). Em cima colocar o peixe e o ovo.

Servir de imediato.


Bom apetite....

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Papinhas Doces de Mogango


A abóbora é um fruto de uma planta rasteira que por via da polinização surgiram muitas variedades, quer seja em tamanho, cor, textura e forma.

O "Mogango", é o nome que se dá à "Abóbora Menina", aqui no Alentejo.

Em Portugal, fazem-se muitos doces com base neste tipo de abóbora.

Hoje, fiz umas transformações num doce que uma amiga costuma fazer (RIT) e resultou estas Papinhas Doces.

Com esta sobremesa, vou participar no Alquimia de Ingredientes do Blog "Eu Mulher".

Desta vez temos que utilizar abóbora e/ou gengibre, propostas das amigas blogueiras vencedoras na última jornada, Gina e Cristiani.




Ingredientes:
- 1,5 Kg de Abóbora Menina ou Mogango
- 150 gr de Amêndoa
- 2,5 dl de Mel
- 1 colher de sopa de azeite.
- 1 Colher de sobremesa de gengibre fresco, ralado
- Açúcar amarelo e canela qb

Começar por cortar o mogango cru em fatias muito finas (pode utilizar um cortador de batatas).

Colocar um tacho ao lume com a colher de sopa de azeite e juntar o mogango fatiado. Manter em lume brando, mexendo sempre.



Aos poucos o mogango vai criando líquido, vai ficando desfeito e em fios. Deixar cozer nesta água. Juntar o mel e deixar ferver lentamente durante uns minutos.

Entretanto, moer no "123" a amêndoa de forma a ficar grosseira.

Juntar a amêndoa e o gengibre ralado ao mogango. Deixar ferver mais um pouco e começar a polvilhar com farinha até atingir uma consistência de papa, mas não muito grossa.


Deitar as papas em pratinhos pequenos e rasos, de forma a servir individualmente ou se preferir em travessinha também rasas.

Polvilhar de imediato, e enquanto a massa estiver quente, com açúcar amarelo e canela. Deste modo cria-se uma camadinha fininha de água doce por cima.



Servir frio.

Huuuummm!!!

Bom apetite...

Este é o selinho do Passatempo, que tanto dá que falar na blogoesfera...


Quanto aos futuros ingredientes proponho a utilização de café e/ou arroz.

sábado, 9 de outubro de 2010

Cavalas Alimadas

No dia 16 de Outubro comemora-se o Dia Mundial da Alimentação e o Dia Mundial do Pão.

É importante reflectir sobre a influência da alimentação na saúde individual e colectiva.

É importante lutar pela erradicação da fome e da pobreza e por outro lado ter em atenção aos excessos nas sociedades mais ricas.

Todos deveríamos ter o direito a uma alimentação acessível, nutricionalmente adequada, diversificada, culturalmente aceite e sem excessos.

Todos os alimentos são importantes e devem fazer parte de uma alimentação saudável.

O peixe, é um dos alimentos mais controverso. Ou porque não se gosta, ou porque é caro, ou porque tem muitas espinhas, ou porque não "puxa carroça"... há sempre uma desculpa...

Está provado que o peixe é muito importante na alimentação. Normalmente o peixe tem menos gordura que a carne e as espécies mais gordas, principalmente de água fria, são ricas numa gordura designada por omega 3, que é bastante benéfica para a saúde.

O peixe é um excelente alimento para crianças e adolescentes em idade escolar, adultos e idosos.

Hoje vou fazer um peixe bastante económico, com uma carne muito saborosa e rico em gordura considerada saudável (o colesterol bom) - A CAVALA.

O método de confecção que vou utilizar é tipicamente da região do Algarve, e normalmente faz-se com carapaus, também chamados de "chicharros".


Ingredientes:
- 6 a 8 Cavalas pequenas bem frescas
- Sal grosso qb
- Oregãos qb
- Azeite e vinagre qb

Arranjar as cavalas tirando a cabeça e as tripas.

Lavam-se bem e temperam-se com bastante sal grosso de um dia para o outro. Guardar no frigorífico.


Antes de cozinhar, passar por água corrente para tirar o excesso de sal e colocar num tacho com bastante água fervente.

Quando já estão cozidas, retirar para um recipiente com água fria.



Depois limpam-se as cavalas, isto é, com os dedos esfrega-se o peixe, retirando cuidadosamente as peles e as espinhas laterais, ficando o peixe branco e liso.

Com a ajuda de uma faquinha, abre-se o peixe pelo dorso e retira-se a espinha central.

O peixe fica separado em 2 filetes.

Se o peixe ainda estiver muito salgado, deixam-se os filetes imersos por mais uns minutos em água fria.



Depois de bem limpos, colocam-se numa travessa e temperam-se com alho laminado fininho, azeite, vinagre e oregãos a gosto.

Pode-se servir de imediato ou reservar durante algum tempo para ganhar mais sabor.

No Algarve este prato é servido com batatas cozidas e salada de tomate.
Mas é possivel outros acompanhamentos para além da batata cozida, e que são normalmente as couve cozidas ou a salada de pimentos assados.

Aqui em casa, foi com bróculos cozidos a vapor,..., e estáva muuuuuito BOOOOMMM!

Bom apetite.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Salada de Fruta com Chá


Uma receitinha fácil, bem gostosa e óptima para "limpar" as fruteiras.



Fruta a gosto (mas eu utilizei):

- 3 Kiwis

- 3 Rodelas de abacaxi fresco

- 4 Maçãs pequenas

- 4 Ameixas vermelhas

- 2 Laranjas

- 2 Bananas

- Açúcar a gosto

- 2 Chávenas almoçadeiras de chá verde com sabor a mel, limão e giseng (usei 2 pacotes)

Partir a fruta em bocadinhos pequenos e misturar.

Deitar o açúcar por cima da fruta e deixar repousar cerca de 5 minutos.

Juntar o chá já frio e rectificar o doce.

Servir bem fresquinho.

Bom apetite


terça-feira, 5 de outubro de 2010

Bolo Zebra de Alfarroba

Portugal é um dos países que pode ser considerado um dos grandes produtores de Alfarroba.

É no Algarve que existe maior quantidade de Alfarrobeiras.

Todo o fruto pode ser aproveitado em múltiplas aplicações, como na industria farmacêutica, têxtil, cosmética, alimentar, etc.

Apesar de toda a minha família ser algarvia, na serra não existe grande tradição na confecção de bolos com farinha de alfarroba.

Normalmente os meus pais "apanham" as alfarrobas e acabam por vender...

A farinha já se encontra à venda em qualquer supermercado, e principalmente nas casas de produtos naturais.

Há quem chame a esta farinha o "chocolate dos pobres" porque tem um baixo teor de gordura e substitui muito bem o chocolate sendo também mais lucrativa a sua utilização.

No dia 2 de Outubro, o meu sogro fez 82 anos, assim resolvi fazer um bolinho diferente.

Na net anda a circular, por vários blogs, a receita do bolo Zebra. Utilizando esta técnica e fazendo algumas alterações à receita base fiz o "Bolo Zebra de Alfarroba".



Ingredientes:

- 6 Ovos

- 300 gr de Açúcar (ficou pouco doce)

- 130 ml de Leite magro

- 375 gr de Farinha com fermento

- 3 Colheres de chá de fermento em pó

- 1 Colher de café de bicarbonato

- 130 ml de Óleo

- 2 Colheres de sopa de farinha de alfarroba, é o suficiente.

- 3 Gotas de aroma de baunilha

Bater as claras em castelo e juntar metade do açúcar, até ficarem bem firmes. Reservar

Bater as gemas com o restante açúcar, e juntar o leite, com o aroma de baunilha, batendo sempre.
Entretanto, misturar a farinha com o fermento e o bicarbonato e envolver na mistura anterior. Acrescentar o óleo e por fim as claras em castelo.

Dividir a massa em duas partes e a uma delas misturar 2 colheres de sopa, bem cheias, de farinha de alfarroba.


Forrar uma forma, com cerca de 24 cm de diâmetro, com papel vegetal, untar com uma gordura e polvilhar com um pouco de farinha.

Coloque uma colher de massa de cor branca, no centro da forma e depois uma colher de massa escura, e assim sucessivamente até terminar toda a massa.


A "montagem zebra ", demora um pouco mas dá um efeito visual muito bonito.

Levar ao forno a 180G, cerca de 50 minutos, dependendo de cada forno...


Decorar com cobertura de chocolate e enfeitar com a açúcar branco em pó e Grajeias Sticks coloridas.


O bolo ficou uma delícia apesar de pouco doce, o que provavelmente teve haver com a substituição do chocolate por farinha de alfarroba.

Para melhorar o efeito visual na próxima vez irei fazer um pouco menos de massa escura, e assim ficar mais riscado.

Experimentem esta técnica com uma receita de farinha de alfarroba ou de chocolate...

Bom apetite.

sábado, 2 de outubro de 2010

Massada de Atum

Esta é uma refeição simples, rápida e económica.

Não vou definir quantidades, porque o objectivo foi improvisar um almoço, e aproveitar uma massa cozida, que sobrou de outra refeição... acabou por agradar a todos.


Ingredientes:

- Tomate, cebola, alhos e pimento vermelho qb

- Sal, pimenta e louro em pó qb

- Azeite qb

- Uma pitadinha de açúcar

- Atum de conserva (em óleo)

- Massa cozida (al dente)

- Coentros qb

Arranjar os legumes e colocar num tachinho ao lume, juntamente com o azeite.

Deixar refogar ligeiramente, sempre em lume brando.

Acrescentar uns borrifinhos de água, e deixar cozer.

Quando a tomatada estiver apuradinha, temperar e juntar a massa previamente cozida.

Envolver bem, aguardar que a massa absorva algum sabor do refogado, juntar o atum e os coentros picados.

Está pronto para servir.

********

****

Com esta receita participo no passatempo da Belinha Gulosa e da Argas, que apesar de atarefadíssimas, promovem desafios muuuito interessantes.




Related Posts with Thumbnails