quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Tarte de Amêndoa

É uma das tartes mais apreciada cá em casa.

Os "piquenos" chamam-lhe a tarde "De 1 só Dia"... seria melhor dizer de algumas horas, porque é super gulosa.


Ingredientes para a massa:

- 125 gr de açúcar
- 125 gr de farinha com fermento
- 1 ou 2 ovos
- 50 a 80 gr de margarina
- 1 colher de café de fermento em pó

Ingredientes para o recheio:

- 200 gr de açúcar
- 150 gr de amêndoa laminada
- 4 ou 5 colheres de sopa de água
- 50 gr de margarina

Bate-se o açúcar com a margarina, muito bem, juntam-se os ovos inteiros e depois a farinha com o fermento em pó.
Vai ao forno em forma com fundo amovível, bem untada, polvilhada e forrada com papel vegetal (170 G cerca de 20m) .

Entretanto, leva-se o açúcar ao lume a fazer caramelo. Quando começar a alourar deita-se a água e por fim a margarina. Quando já está quase derretida junta-se a amêndoa laminada.

Retira-se a tarte do forno, que ainda não está totalmente cozida e espalha-se o caramelo por cima (com a ajuda de uma faquinha distribuir bem as amêndoas). Levar ao forno para acabar de cozer e dourar as amêndoas.


Bom apetite

Bacalhau com Couves

Voltando às receitas do Natal, vou mostrar como contornei o Tradicional Bacalhau com Couves.

Sendo presença obrigatória, apetecia-me que tivesse uma apresentação diferente ... e conversa vai, conversa vem, com a minha cunhada fomos descobrir uma receita, numa revista da Mulher Moderna na Cozinha, publicada em Dezembro de 2009 à qual fizemos umas pequenas adaptações mas que resultaram muito bem, porque foi muito apreciado.

No meio de tanto movimento, que foi a minha consoada, que já estava o Tabuleiro de Bacalhau quase de restos quando ... corri a buscar a máquina fotográfica e ainda tirei esta foto...


Ingredientes:

- Bacalhau q.b.

- Batatas q.b.

- Couve Portuguesa q.b.

- Ovos cozidos

- Leite q.b.

- Alho e Cebola q.b.

- Azeite q.b.

Não coloco quantidades porque tendo sido 14 pessoas à mesa, fizemos tudo a "olhometro".

Cozemos o bacalhau em água abundante.

Depois, de cozido limpamos as peles e as espinhas, lascamos o bacalhau e, num pirex, cobriu-se com leite, durante aproximadamente 1 hora (este processo faz com que o bacalhau fique mais macio).

Entretanto, cozemos as batatas com pele, as couves e os ovos. Depois de tudo cozido, as batatas foram peladas e cortadas em rodelas, os ovos descascados e cortados em rodelas e as couves cortadas aos pedaços.

Com a cebola, também cortada em rodelas,os alhos picados e o azeite fazemos um refogado ligeiro, não deixando fritar pelo que acrescentamos um pouco da água de cozer o bacalhau, e assim ficamos com uma cebolada translúcida, para não ser tão agressiva para a saúde.

Num tabuleiro de barro, colocamos uma camada de batatas, seguida das couves, das lascas de bacalhau, dos ovos cortados em rodelas e por fim cobrimos com a cebolada.

Levamos ao forno, o que permitiu uma mistura de aromas e de sabores e servimos acompanhando com pão Algarvio e uma azeitonas britadas ou pisadas.

Bom o resto já imaginam ... quase que não havia bacalhau para a foto..

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Feijão com Couve Estufados

Quando vou comer fora, fico muitas vezes desiluda com a pouca criatividade de alguns restaurantes, porque usam e abusam das batatas fritas.

Aqui fica uma sugestão diferente, simples e saudável para acompanhar umas simples febras grelhadas.


Ingredientes:

- Feijão manteiga (1 lata de 850 gr)

- Couve Lombarda (cerca de 400 gr)

- 2 ou 3 cenouras

- 1 cebola grande

- 3 dentes de alho

- Sal q.b.

- Azeite q.b.

- 1 folha de louro

- 2 ou 3 gotas de Tabasco (facultativo)

- Salsa q.b.

Cortar a couve, tipo Juliana e a cenoura em rodelas não muito finas.

Cozer em água temperada com sal por 3 ou 4 minutos.

Entretanto, picar grosseiramente a cebola e os dentes de alho e refogar ligeiramente no azeite.

Juntar os legumes, previamente cozidos, e o feijão e deixar cozinhar em lume brando, com a panela tapada.

Rectificar os temperos e servir polvilhado com salsa picada.

Bom apetite

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Filhós de Flor

O Natal já passou há 1 Mês, mas ainda tenho muitas iguarias que gostaria de partilhar, aqui no blog, com todos os meus visitantes.

Já pensei em guardá-las para o Natal de 2010, afinal espero que algumas destas iguarias estejam presentes na minha mesa... e como é uma época tão atarefada ... BOM, acho que fazer batota não vale...

Aqui vai mais uma iguaria...

Esta receita, é da minha mãe e é maravilhosa. As filhós são passadas por uma calda de açúcar e mel que as deixa "firmes" durante dias e dias.


Ingredientes:

Para cada 3 ovos: 1 colher de sopa de azeite; 1 colher de sopa de água; raspa de limão, cerca de 40 gr de farinha sem fermento.

Calda: 200 gr de açúcar, 1 colher de sopa de mel (bem cheia), 1 dl de água, casca de limão e 1 pau de canela.

Bater, com um garfo, os ovos inteiros, com o azeite e depois juntar os restantes igredientes.

Utilizar formas com diversos desenhos.


Colocar, uma sertã anti-aderente, com óleo ao lume.
Aquecer a forma, que vai utilizar, no óleo.
Depois de quente, retirar,escorrer (num prato, ter papel absorvente para passar a forma) e mergular na massa só até meio.
A massa fica agarrada à forma, e é mergulhada no óleo, sacudindo a forma para que a massa se solte.
Deixar alourar, escorrer e retirar.

Deve-se ter cuidado para que a massa não fique com muito óleo, e também que a forma não esteja demasiado quente e que coza a massa, porque depois é difícil esta soltar-se no óleo.

Quando já há pouca massa, e não se consegue passar a forma, a minha mãe costuma mergulhar folhas de laranjeira e de limoeiro (previamente lavadas e bem secas) na massa e fritar.
Estas filhós ficam ainda mais saborosas porque tem aroma e sabor mais intenso.


Filhós de folha aberta:



Podem-se polvilhar, as filhós com açúcar e canela ou então passar pela calda.

Fazer a calda com os ingredientes apresentados. Deixar fazer um ponto forte para que as filhós não murchem depois de passadas.

Este processo deve ser rápido porque a calda tem tendência a engrossar e é necessário acrescentar mais água, aos poucos.

Virar as filhós, dentro da calda, e quando retirar deixar a flôr virada para baixo a escorrer ligeiramente, num prato.

Colocar as filhós numa travessa, direitas sem ser em cima uma das outras até arrefecerem para ficarem perfeitas.


Truques e Dicas.

Substituir a àgua da massa por aguardente ou por leite.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Tostas de Figo

Uma entrada, criada pela minha cunhada para um jantar especial.

Ingredientes:

- Pão caseiro, do Algarve
- Figos secos, do Algarve
- Queijo da Ilha Curado (Ilha de S. Jorge - Açores)
- Nozes
- Oregãos
- Sementes de Sésamo

Cortar o pão em fatias fininhas.
Cortar os figos, as nozes e o queijo.
Num tabuleiro, de ir ao forno, "montar" as tostas colocando os bocadinhos de figo, o queijo, as nozes e polvilhar com oregãos e sementes de sésamo.

Levar ao forno a gratinar e servir quente.


Foi uma travessa cheia, de pequenas tostas deliciosas de comer e chorar por mais....

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Bolo Rainha

Como o tempo tem sido pouco, ainda estou com as receitas do Natal.




Ingredientes:

- 0.5 dl de água fria
- 1 pitadinha de sal
- raspa de 1 laranja
- 50 gr de margarina
- 25 gr de manteiga
- 350 gr de farinha tipo 65
- 75 gr de açúcar
- 2 medidas pequenas de fermento granulado (Ramazzotti)
- 2 ovos

- 40 gr de amêndoas peladas partidas grosseiramente
- 25 gr de passas
- 15 gr de pinhões
- 40 gr de nozes partidas grosseiramente
- 0,25 dl de rum


Juntar os ingredientes da massa, na cuba da MFP, pela ordem apresentada.
Ligar o programa das massas (dura cerca de 1:30h).
Entretanto, colocar as passas a macerar no rum.
Quando terminar o programa, juntar os frutos secos, as passa e o rum.
Voltar a programar o mesmo programa.


Quando terminar, retirar a massa e colocar no tabuleiro do forno, previamente untado com óleo e forrado com papel vegetal, com a forma do Bolo Rainha (abrir bem o buraco).

Tapar com uma folha de celofane e um pano de cozinha.

Deixar levedar cerca de 2 horas, em lugar "quentinho".


Depois deste tempo, pincelar com uma gema de ovo, e enfeitar com pinhões, nozes, amêndoas, passas, açúcar em pó e doce de gila (na foto, metade do bolo tem açúcar em pó e a outra, não tem).

Vai ao forno a cozer cerca de 35 minutos a 170 G.

Depois de cozido, retirar do tabuleiro, aguardar cerca de 10 minutos e voltar a polvilhar com mais açúcar em pó.


sábado, 16 de janeiro de 2010

Azevias de Grão

Nos próximos posts vou publicar algumas comidas que fiz durante o Natal, ou que a família trouxe (Mãe e Cunhada - muito dadas a estas goludices).

Todos os anos nos reunimos, ora na minha casa ora na casa dos meus cunhados, e algumas iguarias não podem faltar na nossa mesa, como as azevias, as rabanadas, os pestins, as filhós...

A festa faz-se à volta da mesa, mas também com muita música, alegria, troca de prendas, grande confusão para dormir, lareira acesa, e entre muitas outras coisas, algum trabalho.

No meu Natal, de criança, faziam-se empanadilhas de batata doce e amêndoa (que eu adoro) e que em termos de aspecto são parecidas com as Azevias.

Desde que vim morar para o Alentejo que me aventurei a fazer este doce regional. Recolhendo dicas daqui e dali, fui construindo a minha própria receita.

Vamos, então, às azevias:



Ingredientes para o recheio:

- 500 gr de grão seco (cerca de 1 Kg depois de cozido)
- 800 gr de açúcar
- 1 + 1/2 dl de chá (erva doce + pau de canela + casca de laranja + casca de limão)
- 4 gemas
- sumo de uma laranja
- 1 pitadinha de canela em pó

Dois dias antes de fazer as azevias, coloco o grão de molho (pelo menos 14 ou 15 horas).
Cozo na panela de pressão, sem colocar sal.



Depois é preciso descascar o grão (tarefa demorada, mas que acaba por ser uma brincadeira com as crianças), e passar pelo passe-vite.
Há quem utilize o grão de conserva, mas eu gosto de fazer de forma tradicional. Para descascar o grão utilizo um pano de cozinha e vou colocando, conchas de grão escorrido mas quente, e esfrego de modo a soltar a casca. Depois é escolher.

Entretanto, faço um chá forte com as sementes de erva-doce, o pau de canela, a casca de laranja e a casca de limão. Deixo ferver, uns minutinhos, para ficar mais intenso.
Com este chá, preparo a calda de açúcar. Quando esta começa a ficar grossa e a querer agarrar às paredes do tacho junto o puré de grão. Deixo ferver mexendo sempre, até fazer ponto de estrada.

Retiro do lume e deixo arrefecer antes de juntar as gemas e o sumo de laranja.

Levo novamente ao lume mexendo sempre, deixando engrossar, mas não ferver (para não talhar).

Deixo arrefecer, completamente, o recheio antes de fazer as azevias.


Para não secar, coloco uma película transparente com mostra a foto.


Ingredientes para a massa:

- 1 Kg de farinha sem fermento
- 250 gr de banha (1 caixa)
- 2 medidas (caixa da banha) de água quente ou chá
- 1 pitada de sal
- 1 cálice de aguardente

Para fazer a massa utilizei o chá que fiz para o recheio.

Num alguidar, coloquei a farinha, a banha e deitei o chá bem quente, de forma a escaldar a gordura e esta poder derreter.
Com a ajuda de uma colher de pau fui mexendo e depois comecei a amassar à mão como se faz com o pão.

Não deito a quantidade de chá toda de uma vez.

Vou acrescentando aos poucos e amassando para que a massa vá ficando elástica.

Não se deve deixar a massa arrefecer.


Para a massa estender bem deve permanecer sempre quentinha.

Habitualmente coloco o alguidar, da massa, dentro de outro com água quente que vou substituindo.


Depois é só esticar a massa bem fininha, colocar o recheio e fechar como se fosse um rissol. Cortar com uma carretilha e reservar em cima de uma toalha até poder fritar.

As azevias devem ser fritas em bastante óleo e com a ajuda de uma escumadeira fazer o óleo passar por cima delas de modo a enfolarem e ficarem cheias de ar.


Retiro para um prato, com papel absorvente, e não coloco outras por cima, porque a massa fica muito tenra e acabariam por murchar.

Na fotografia, as azevias estão numeradas com o (1)

Só devem ser polvilhadas com açúcar no momento de servir, porque este deixa a massa mole.


A mesa das goluseimas...
Related Posts with Thumbnails